Azambuja mantém diretor da Agraer e deixa indefinido futuro político de Enelvo Felini

Enelvo dirigiu a Agraer até novembro de 2017 quando assumiu a vaga na Assembleia.

Governador Reinaldo Azambuja e deputado Enelvo Felini - Foto: Marcos Tomé/Região News

Em edição extra do Diário Oficial publicada no sábado, o governador Reinaldo Azambuja reconduziu à direção da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), André Nogueira Borges (funcionário da carreira), fechando às portas para volta ao cargo do deputado estadual Enelvo Felini, que encerra o mandato no próximo dia 31, já que não conseguiu se reeleger. Enelvo dirigiu a Agraer até novembro de 2017 quando assumiu a vaga na Assembleia com a ida do deputado Flavio Kayatt para o Tribunal de Contas.

O próprio Enelvo admite que está descartada a possibilidade de voltar à direção da Agraer. Tirou um período de férias e agora se dedica a suas atividades como produtor rural, se mantém alinhado politicamente com o governador e mostra interesse em continuar na atividade política.

Com 20.721 votos, Enelvo ficou na terceira suplência da coligação do PSDB. Os dois candidatos que ficaram na sua frente (Dione Hashioka, segunda suplente, com 21.754 votos e Mara Caseiro, 1ª suplente, com 23.813), tem acomodação assegurada.

Mara será presidente da Fundação de Cultura e o marido de Dione, Roberto Hashioka, foi remanejado do Detran para a Secretaria de Administração. Seu desempenho eleitoral foi melhor que o obtido por sete candidatos eleitos por conta do quociente eleitoral, entre eles Gerson Claro, que teve 13.774 votos.

O ex-prefeito não reconhece a procedência dos boatos de que teria sido excluído de uma possível acomodação na nova gestão do governador, por ter orientado o PSDB de Sidrolândia a apoiar a candidatura a presidente da Câmara do vereador Carlos Henrique, que apoiou no segundo turno a candidatura do juiz aposentado Odilon de Oliveira, adversário de Reinaldo no segundo turno.

Credenciado como candidato a deputado estadual mais votado na cidade (6.055 votos, 29,83% dos votos válidos) Enelvo tem o nome especulado para disputar em 2020 a Prefeitura de Sidrolândia. “Está muito cedo, a eleição está muito distante. Vamos aguardar, de repente, o desempenho do prefeito, pode justificar até mesmo o apoio à reeleição dele. Quero o melhor para Sidrolândia”, comenta.

Na eleição de 2018, o prefeito Marcelo Ascoli apoiou de forma mais incisiva a reeleição dos deputados Paulo Correa, que obteve na cidade 898 votos (o quarto mais votado) e Zé Teixeira, 532 votos (a 8ª melhor votação).