Fuzis são apreendidos e paraguaios são presos suspeitos de planejarem sequestros de brasileiros

Os dois homens foram flagrados entre Pedro Juan Caballero e Assunção, quando se preparavam para mais um crime.

Armas, munições, celulares e rádio comunicadores apreendidos — - Foto: Carlos da Cruz/TV Morena

Dois paraguaios suspeitos de planejarem sequestros de empresários brasileiros foram presos na madrugada desta quarta-feira (16), em Pedro Juan Caballero, vizinha à brasileira Ponta Porã. Com eles foram apreendidos três fuzis, pistolas, uma escopeta, diversas munições, celulares e rádios comunicadores.

Andrés Pena e Carmelo Benitez foram flagrados pela Polícia Nacional do Paraguai na rodovia que liga Pedro Juan a Assunção. Eles estavam em caminhonetes e, segundo os policiais, preparados para cometer um sequestro na região.

Conforme a polícia, os dois presos integram um grupo que age na região de fronteira. Os policiais ainda não sabem dizer se há brasileiros entre eles, mas acreditam que as prisões de hoje vão ajudar a identificar outros envolvidos.

As investigações que levaram às prisões começaram depois que um agricultor brasileiro foi sequestrado, em dezembro de 2018. Na época, a família pagou U$ 60 mil pelo resgate. Em outro caso, o grupo cobrou R$ 150 mil para liberar um empresário paraguaio.

''Concluimos essa etapa, que ajuda na prevenção de outros crimes como esse aqui na região. Essa é a nossa principal função: esclarecer os crimes que ocorreram e evitar que novos aconteçam, por isso o trabalho de investigação continua'', afirma Javier Ibarra, promotor do Ministério Público do Paraguai.