Com ida de Vladimir Struck para o PSL, prefeito deve migrar para o PTB

Vladimir Benedito Struck vai trocar o Patriotas pelo PSL, provavelmente para assumir o diretório municipal.

Com ida de Wladimir Struck para o PSL, prefeito deve migrar para o PTB - Foto: Reprodução

Terceiro colocado na cidade entre os candidatos a deputado estadual, o patrulheiro rodoviário federal Vladimir Benedito Struck, ex-superintendente regional do trabalho, vai mudar o domicilio de Campo Grande para Sidrolândia. A convite da nova presidente regional do partido, senadora Soraya Thronicke, vai trocar o Patriotas pelo PSL, provavelmente para assumir o diretório municipal que hoje é comandado por Jesiel Ratier, aliado do prefeito Marcelo Ascoli.

Uma das possibilidades, por enquanto no campo das especulações, é que o prefeito Marcelo Ascoli, deve trocar o PSL, pelo PTB, legenda, hoje controlada no âmbito municipal pelos principais secretários e assessores mais próximos do prefeito. O secretário de Governo, Clayton Ortega, por exemplo, deixou a legenda Social Liberal pela qual foi candidato a vereador em 2012 e quatro anos depois, articulou a filiação de Marcelo quando ele deixou o PSDB para viabilizar sua candidatura em 2016.

O mandato da atual Executiva Municipal vai até junho, como é um diretório provisório, pode ser dissolvida a qualquer momento pelo comando regional. O presidente Jesiel Ratier afirma desconhecer a existência de articulação para entregar o comando do partido a Struck, que tem ligações familiares na cidade.

Na eleição de 2018 Vladimir Struck, em Sidrolândia, foi o terceiro colocado entre os candidatos a deputado estadual, tendo, 958 votos, 4,42% dos votos válidos. Seu desempenho foi melhor, por exemplo, que o do deputado estadual Paulo Correa (que teve 836 votos) apoiado pelo prefeito; o capitão Contar (836 votos) recordista no Estado, deputado Márcio Fernandes (609 votos), apadrinhado pelo ex-prefeito Daltro Fiuza, o deputado Zé Teixeira, também apoiado pelo prefeito, que teve 532 votos.