Homem dispara tiros na rua e se tranca em casa com criança

Várias equipes policiais cercaram a casa para negociar rendição.

Homem mobilizou várias equipes policiais e protagonizou cena de negociação - Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

Edmar B. F, de 48 anos, foi preso suspeito de disparar 12 vezes em via pública na noite dessa sexta-feira (25), após bebedeira em um bar. Testemunhas acionaram a polícia e Edmar foi preso em sua casa, na Rua da Paz, no Centro de Campo Grande. Antes de ser preso o homem mobilizou várias equipes policiais, após se trancar em um quarto de sua casa. 

Conforme o registro, a polícia foi acionada após os disparos. Segundo testemunhas, o homem estava com amigos e namorada no bar, quando, por motivos ainda desconhecidos, efetuou os disparos. Em seguida, teria saído e se deslocado até sua casa, onde teria se trancado em um dos quartos. Para evitar prisão, com ele havia uma criança. 

Polícia foi acionada e, em frente a residência de Edmar, foi solicitado que o suspeito saísse com a mão na cabeça, porém, o homem ignorou a ordem. Com isso, policiais da Rondas Ostensivas Táticas da Capital (Rotac) acionaram o Batalhão de Operações Especiais (Bope), para que realizassem negociação, pois segundo a polícia, havia voz de criança vindo do quarto de onde estaria o suspeito armado. 

O Bope tentou contato com Edmar, mas não obteve resposta. Com a casa cercada, curiosos chamaram os amigos e namorada do suspeito, que chegaram no local, com intuito de influenciar a saída do homem do quarto. 

Após várias tentativas de contato e nenhuma resposta, a polícia decidiu invadir a residência arrombando as portas, até que conseguiram prender Edmar. Com ele estava sua filha de 9 anos, que foi entregue a familiares, enquanto ele foi preso em flagrante.  

Com o homem foram apreendidas uma pistola 9 mm de uso restrito, duas munições intactas e cerca de doze deflagradas. 

O suspeito responderá por disparar tiros em via pública e ainda por abandono de incapaz, pois segundo a polícia, a menina de 9 anos havia ficado sozinha na residência enquanto o pai bebia com a namorada e amigos. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento do Centro (Depac).