Suspeito de matar servidor com tiro no peito se apresenta à polícia, presta depoimento e é liberado

Em depoimento à polícia, o suspeito ainda afirmou que diante da ameaça realizada pela vítima, ficou com receio dele estar armado.

Anísio Medeiros Pereira se apresentou ontem a Polícia - Foto: Reprodução

O suspeito de matar o superintendente de infraestrutura da Prefeitura, Mário Marcio Garcia de Souza, de 41 anos, se apresentou à polícia no final da tarde desta segunda-feira (28).

De acordo com a polícia, a versão de Anísio Medeiros Pereira é que ele teria atirado na vítima com receio dela estar armada, após uma briga em um bar da cidade, no último sábado (26).

Segundo o delegado Diego Dantas, o suspeito ainda informou que teve uma discussão com Mário. Depois do desentendimento, a vítima teria ido até a casa do autor na Rua Prefeito Jaime, região próxima ao Hospital Elmiria Silvério Barbosa, tirar satisfação.

Em depoimento à polícia, o suspeito ainda afirmou que diante da ameaça realizada pela vítima, ficou com receio dele estar armado, então realizou o disparo. O autor ainda negou a versão de que Mário teria tentado colocar fogo no caminhão dele.

Testemunhas serão ouvidas para maiores esclarecimentos das circunstancias e motivações. O suspeito foi liberado, porque não houve flagrante e a arma do crime foi apreendida. Ele vai responder pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil.

Relembre o caso

Márcio Mário foi encontrado caído na calçada, na Rua Prefeito Jaime, em frente à casa do Nico Bala. O suspeito fugiu do local, e segundo a polícia, ele teria se escondido na chácara de um irmão na região. A vítima foi executada com um tiro que atingiu o lado direito do peito. *Com informações G1.