Saúde admite subnotificação e que número de casos de dengue pode ser ainda maior

Os dados da Vigilância Epidemiológica não computam, por exemplo os casos de quem tem plano de saúde.

Lata com água acumulada em terreno baldio - Foto: Leoni Marcos/Região News

Embora as notificações de dengue registradas oficialmente (183 até a última terça-feira) sejam suficientemente preocupantes, a Secretaria Municipal de Saúde admite que há subnotificação e que, portanto, a incidência de dengue pode ser ainda maior.

Os dados da Vigilância Epidemiológica não computam, por exemplo os casos de quem tem plano de saúde, consultou o médico e fez exames de sangue em laboratórios particulares.

Um dos casos emblemáticos, mencionados pelo secretário municipal de Saúde, Nélio Paim, é de um paciente de Sidrolândia, com plano de saúde da Cassems, que foi atendido em Campo Grande. Ele teve diagnóstico de chikungunya, que é também transmitido pelo Aedes aegypti.