MP arquiva pedido da Fapec para investigar fraude em concurso

Além de rejeitar o pedido de abertura de inquérito, a promotora não fez nenhuma recomendação a Fapec.

MP arquiva pedido da Fapec para investigar fraude em concurso - Foto: Vanderi Tomé/Região News

A promotora Clarissa Carlotto Torres decidiu arquivar a notícia de fato encaminhada no dia 10 de janeiro pela Fapec para investigar suposta fraude praticada por 16 candidatos no último concurso da Prefeitura de Sidrolândia.

Além de rejeitar o pedido de abertura de inquérito, a promotora não fez nenhuma recomendação a Fapec (organizadora do concurso) sobre o procedimento que deveria adotar em relação aos candidatos que apresentaram na prova de títulos, certificados emitidos pela empresa gaúcha Cursos Online SP do Brasil.

A fundação além de não reconhecer o documento, zerou a nota de títulos dos candidatos. No documento que encaminhou ao Ministério Público, a Fapec informou que havia eliminado os candidatos por suspeita de fraude e falsidade ideológica. Na semana passada a entidade reviu essa posição em ofício resposta à Prefeitura. Informou que estava na dependência de um parecer da Promotoria para homologar o resultado do concurso.