Polícia paraguaia apreende 2,2 toneladas de cocaína na região de fronteira com o Brasil

Entorpecentes estavam em duas caminhonetes. Dois homens e duas mulheres foram presos.

Tabletes de cocaína apreendidos no Paraguai, polícia e dois presos — - Foto: Polícia do Paraguai/Divulgação

A polícia paraguaia apreendeu 2,2 toneladas de cocaína na tarde de quarta-feira (6), em Yby Yau, localidade a 100 quilômetros de Pedro Juan Caballero, vizinha à sul-mato-grossense Ponta Porã.

De acordo com a polícia daquele país, os tabletes do entorpecente estavam em duas caminhonetes. Dois homens e duas mulheres foram presas.

Autoridades paraguaias acreditam que o entorpecente tinha o Brasil como destino, com entrada por Ponta Porã e passagem por rodovias de Mato Grosso do Sul.

Tráfico na fronteira

A região de fronteira Brasil - Paraguai, em Pedro Juan Caballero e Ponta Porã tem vivido uma guerra pela liderança no tráfico. Desde 2016, com a execução de Jorge Rafaat, o grupo dele briga com o de Jarvis Pavão. Por causa da disputa, pessoas ligadas aos dois grupos já foram assassinadas na região.

Na segunda-feira (4), o traficante ligado a Rafaat, Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, conhecido como Minotauro, foi preso em Balneário Camboriú, no Litoral Norte de Santa Catarina. Para a polícia, ele é o mandante de várias execuções na fronteira, entre elas de um policial civil, de uma advogada e de um ex-candidato a prefeito de Ponta Porã, além de incêndio a residências.