Com apoio do Exército, polícia faz pente-fino em presídio feminino

Operação nesta sexta-feira faz buscas em celas de presídio onde presas do Comando Vermelho iniciaram motim ontem à tarde.

Policiais com cães farejadores entram no presídio feminino de Ponta Porã - (Foto: Porã News)

Equipes da Operação Fronteira Segura estão neste momento no Estabelecimento Penal Feminino de Ponta Porã. Com apoio de soldados do Exército, policiais civis e militares fazem pente-fino nas celas ocupadas por 93 detentas.

Presas ligadas às facções criminosas PCC (Primeiro Comando da Capital) e Comando Vermelho iniciaram ontem à tarde um princípio de rebelião após quatro internas da facção carioca tentarem agredir detentas da facção rival.

Com cães farejadores, os policiais fazem buscas nas celas à procura de drogas e objetos que poderiam ser usados como armas.

Equipes do SIG (Serviço de Investigações Gerais), DOF (Departamento de Operações de Fronteira), do Garras e soldados do Exército participam da operação.

O delegado regional adjunto da Polícia Civil Mikail Faria confirmou ao Campo Grande News que presas do Comando Vermelho tentaram agredir internas do PCC, o que deu início ao princípio de rebelião.

Rivais na maioria dos presídios brasileiros, as duas facções estão em guerra pelo controle do tráfico de drogas e de armas na fronteira do Brasil com o Paraguai. Nesta semana, o mais importante aliado do PCC na Linha Internacional, Sergio de Arruda Quintiliano Neto, o Minotauro, foi preso em Balneário Camboriú (SC).