Fora dos planos do Inter, Valdívia voltará a Porto Alegre para definir futuro

Após rescisão com o Al Ittihad, empresário do atleta aguarda retorno do meia à capital gaúcha para resolver situação

Valdívia tem contrato com o Inter até 2020 — - Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Internacional

Devolvido pelo Al Ittihad ainda em 2018 e fora dos planos do Inter, Valdívia enfim definirá seu futuro em 2019. O meia deve voltar a Porto Alegre na próxima semana para analisar sua situação e traçar novos rumos para carreira.

Em contato com o GloboEsporte.com, o empresário do atleta, Jair Peixoto, afirmou que Valdívia deve chegar à capital gaúcha na segunda-feira. O agente pretende conversar com o Inter para ter uma definição sobre uma solução para o imbróglio vivido pelo meia-atacante, e tentar rescindir o contrato. Até que isso ocorra, não serão analisadas ofertas ou consultas para contar com o jogador.

O posicionamento do Inter é de que a questão Valdívia só voltará a ser discutida a partir de 1º de julho, um dia após o fim do empréstimo do jogador. Só então o vínculo com o clube será reativado. A diretoria colorada não deve se opor a um novo empréstimo do jogador.

O Al Ittihad, da Arábia Saudita, rescindiu o contrato por empréstimo do atleta nos últimos dias de 2018. O Inter, por sua vez, não foi notificado sobre a rescisão e entende que os salários do jogador ficam aos encargos do clube árabe até 30 de junho.

O Inter é dono de 40% dos direitos econômicos de Valdívia. Os 60% restantes estão divididos entre o agende do meia, o investidor Delcir Sonda e o Rondonópolis-MT, primeiro clube do jogador. O contrato com o Colorado vai até 2020.

Revelado pelo Inter em 2013, Valdívia deslanchou pelo clube dois anos mais tarde, quando foi protagonista da campanha até a semifinal da Libertadores, em 2015. Naquela temporada, o meia-atacante chegou a marcar 19 gols, mas sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo e teve de passar por uma cirurgia.

A lesão o deixou sete meses afastado dos gramados e lhe custou a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. No retorno, o jogador não conseguiu repetir o desempenho. Em 2017, foi emprestado ao Atlético-MG. Depois, em 2018, ainda foi repassado ao São Paulo, antes de ir para a Arábia. Soma 28 gols em 144 partidas com a camisa do Inter.