Com o fim do horário de verão, médico alerta para período de adaptação

Nedis comenta algumas dicas para minimizar o cansaço em qualquer período, principalmente na primeira semana de adaptação.

- Foto: Divulgação

Os moradores de Mato Grosso do Sul, de outros 9 estados e do Distrito Federal, terão que atrasar o relógio em uma hora, desde a 0h de domingo (18), com o fim do horário de verão.

O médico credenciado do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS), especialista em medicina do tráfego, Jorge Vasconcelos, explica que quando ocorre uma mudança de horário, o organismo pode ter dificuldade para se adaptar.

“Com a mudança do horário, aumentam as chances de a pessoa ter sonolência, lentidão de raciocínio, perda de memória, ansiedade, baixa autoestima e variações no humor, o que pode influenciar diretamente no ato de dirigir”, ressalta o médico.

O gestor de Educação e Segurança de Trânsito do Detran-MS, Nedis Gonçalves, explica que nos primeiros dias de adaptação é exigida uma atenção redobrada ao volante e na direção defensiva.

Nedis comenta algumas dicas para minimizar o cansaço em qualquer período, principalmente na primeira semana de adaptação. “É necessário dormir mais cedo, evitar dirigir após a ingestão de alimentos pesados, inclusive após o almoço e evitar viajar à noite e sozinho”, conclui.