O novo advogado, rebelde na juventude, que inspirado no professor encontrou nos estudos a redenção

Vereador Edno Ribas é um exemplo de como a educação pode ter um papel transformador na vida das pessoas.

Vereador e advogado Edno Ribas e o deputado Gerson Claro - Foto: Divulgação

O 11 de fevereiro de 2019 não será uma data especial para Edno Ribas apenas porque ele completou 44 anos de idade. A data, ganha peso de efeméride porque simbolizou mais etapa da virada em sua vida desde ex-rebelde na juventude, integrante dos The Boys (os meninos) que corriam longe dos livros, e dos bancos escolares, em busca de diversão, do exercício da liberdade sem limite, em busca de uma adrenalina permanente.

Exatamente no dia 11 de fevereiro de 2019 foi divulgada sua nota na última etapa do exame da OAB, que lhe conferiu a condição de advogado, 14 anos após ter concluído o curso e se tornado bacharel em Direito.

Edno é um exemplo de como a educação pode ter um papel transformador na vida das pessoas. O advogado, professor de História e hoje deputado estadual, Gerson Claro, que faz profissão de fé nesta filosofia, entrou na vida de Edno em 1995, quando ele retornou aos bancos escolares para terminar o ensino médio, dava aula de história na Escola Catarina de Abreu.   

Segundo Ribas, foram dois anos ouvindo o professor martelar essa tese que acabou o ajudando a mudar radicalmente os hábitos, atitudes e até os amigos. “Passei a enxergar a vida realmente como ela é. Antes, pra mim, tudo era fantasia, farra, diversão e sem compromisso com nada”.

Aos 24 anos de idade concluiu o ensino médio, na época chamado de segundo grau. Determinado a mudar o rumo da sua vida, em 1999 passou no processo seletivo da Agro Eliane (Seara Alimentos) e foi trabalhar no frigorifico de abate de aves. Ainda inspirado no professor, resolveu entrar na disputa interna na empresa para assumir uma responsabilidade ainda maior, a de representar os trabalhadores na Comissão Interna de Prevenção de Acidente - CIPA. Edno exerceu mandato de 1999/2001. Em 2002 saiu candidato a presidente da Associação de Moradores do conjunto habitacional do Carandazal.

Em 2004, resolveu se afastar da empresa (Bunge Alimentos) para se candidatar a vereador. Com ajuda de amigos e da família, fez na época 288 sufrágios que lhe renderam a segunda suplência da coligação. Neste período estabeleceu uma relação política mais estreita com o professor Gerson Claro, agora, correligionário político.

Desempregado e fora do cenário político, o ex-The boys foi trabalhar de diarista na empresa Campestre Flores, administrada pelo empresário Agmer Nantes, o “Gambira". Entre suas funções na empresa, Edno plantava grama, até que em novembro daquele ano (2004), Gerson Claro o aconselha a estudar, sob a promessa de que teria espaço garantido em seu escritório de advocacia em Campo Grande.

Motivado pelo professor, o ex-aluno começa o ano seguinte; 2005, se dedicando a formação acadêmica na área do direito na Universidade de Campo Grande - FCG, hoje, Facsul. No penúltimo ano da faculdade, Ribas se candidata novamente a uma das cadeiras da Câmara Municipal e desta vez é eleito com 2.34% da votação válida (554 votos).

Empossado vereador em 2009 concretiza um importante passo em sua trajetória política. Antes de assumir a titularidade da função, assumiu mandato em 2007 quando o então vereador Milton Lopes de Morais, o “Veneno”, deixou o cargo por questão de saúde. “Foi uma experiência muito grande pra mim. Representar a sociedade sidrolandense era um sonho”, argumenta. Edno foi reeleito em 2012 e mais tarde, em 2016.

Edno Ribas contou ao RN que com o advento da vereança, deixou para um segundo plano a advocacia. Foram quase 2 anos de estudos intensos nos cursos preparatórios para garantir a pontuação na hora da prova. “Tenho certeza que minha mãe se orgulha muito de mim. Meus amigos e especial a pessoa que pra mim é responsável por esta conquista; o amigo, orientador, parceiro e irmão, Gerson Claro”, se emociona.

E não pretende parar por aí. O garoto que chegou a apavorar as forças policias na época do the-boys, agora quer ir além e pra isto, informou ao RN que já concluiu um curso de tecnólogo em gestão público e faz especialização em Gestão Pública Municipal pela Universidade Federal. “Tentar recuperar o tempo perdido”, brinca.