Prefeito assume falha na manutenção das escolas e promete reparos imediatos

O prefeito reconheceu que a administração não tem recursos para uma reforma estrutural no prédio da Escola Pedro Aleixo.

Prefeito assume falha na manutenção das escolas e promete reparos imediatos - Foto: Vanderi Tomé/Região News

O prefeito de Sidrolândia Marcelo Ascoli isentou a secretária municipal de Educação, Alice Rosa Gomes, pela falta de manutenção da Escola Pedro Aleixo que está em péssimas condições de manutenção. “A responsabilidade é do prefeito”, admitiu o prefeito que anunciou reparos emergenciais na escola que ontem foi tema de reportagem no MSTV 1 edição da TV Morena.

Minutos após o término da longa entrevista, funcionários da Real Tapeçaria iniciaram a substituição do toldo na entrada da escola do qual só restava apenas a estrutura de sustentação, expondo ao sol e a chuva quem passassem sob o que deveria ser uma cobertura.

O prefeito reconheceu que a administração não tem recursos para uma reforma estrutural no prédio da Escola Pedro Aleixo e nas demais unidades da rede municipal que tem prédios antigos, alguns construídos há mais de 25 anos e que não passaram por nenhuma manutenção ao longo dos anos.

De imediato uma equipe da própria Prefeitura vai fazer reparos emergenciais como troca de tomadas, substituição de lâmpadas queimadas, reparos nos banheiros, alguns interditados há mais de um ano, para reabri-los, além de eliminar o cheiro que exalam.

Segundo o prefeito, que descartou a possibilidade de demitir a secretária de Educação ou o diretor da escola, durante o período de férias escolares, os trabalhos das equipes de manutenção se concentraram em duas creches, a construção de novas salas (no CMEI do Pé de Cedro) e reparos (na unidade do Carandazal). Ele calcula que será preciso gastar R$ 100 mil para dar condições mínimas de utilização do Pedro Aleixo.

“Vamos ter três equipes fazendo esses reparos em todas as escolas”, informa o prefeito que prevê um prazo de 90 dias para que está manutenção esteja concluída.

O prefeito diz que a falta de manutenção das escolas não decorre de falhas no planejamento ou reflita a incompetência da equipe da Educação. O prefeito reclamou das dificuldades financeiras de todos os municípios e neste contexto a situação de Sidrolândia é até relativamente controlada.

“Estamos conseguindo manter a folha de pagamento em dia, colocamos em funcionamento a UPA, o Centro de Especialidades Médicas está num prédio reformado e em poucos dias será aberta a Unidade Básica de Saúde da Família da área central que terá uma equipe para atender moradores da zona rural”.

Nesta fase de reparos não serão feitos serviços de maior custo, como a pintura (na maioria das salas até a pintura da lousa interativa está apagada) e a eliminação das rachaduras na arquibancada da quadra coberta.

*Matéria atualizada para acréscimo de informações.