Gabigol marca pela primeira vez e Fla goleia o Americano pela Taça Rio

Vitinho (2), Gabigol e Diego marcaram para o Rubro-Negro, e Espinho descontou para o Americano.

- Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O Flamengo recebeu o Americano na tarde deste domingo no Maracanã, pela primeira rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, e venceu com facilidade pelo placar de 4 a 1. Vitinho (2), Gabigol e Diego marcaram para o Rubro-Negro, e Espinho descontou para o Americano.

A vitória, importante para a reabilitação da equipe após a eliminação na semifinal da Taça Guanabara para o Fluminense, deixa o Flamengo na liderança do Grupo C com 3 pontos. Já o Americano é o lanterna do Grupo B.

Na segunda rodada da Taça Rio, o Fla encara a Portuguesa no Raulino de Oliveira, na quinta-feira, às 21 horas. O Americano duela com a Cabofriense, no sábado, em Bacaxá.

O jogo – Mal a bola rolou no Maracanã e o Flamengo saiu na frente no placar. Diego acionou Pará na ditrita do ataque, o lateral levantou a cabeça e cruzou na altura da linha da pequena área, na medida para a cabeçada certeira de Vitinho. Mengão 1 a 0.

Embalado pelo gol, o Flamengo controlou e criuou várias oportunidades de ampliar o placar. Pelo menos até os 35 minutos, só deu Flamengo em campo, com jogadas pelos flancos e Vitinho como destaque em campo. O Americano não conseguia criar e não passava da intermediária rubro-negra, com Diego Alves apenas assistindo a partida.

Aos 14, o camisa onze cruzou da esquerda para a entrada de De Arrascaeta, no segundo pau. Livre, o uruguaio tentou acertar um voleio, mas bateu mal na bola e ela saiu pela linha de fundo.

Quatro minutos depois, em outra jogada pelo lado esquerdo, Renê bateu de trivela e levantou do outro lado para William Arão, que acertou bela cabeçada que explodiu no travessão.

Aos 22, Vitinho avançou pela esqureda e da entrada da área, rolou para a Diego. O meia ficou na cara do gol e chutou, mas o goleiro Luis Henrique salvou com os pés.

Após a sequência de jogadas do Fla, o Americano finalmente arrscou um chute a gol aos 28. Flamel tentou de longe mas a bola foi a esquerda do gol, sem perigo para Diego Alves.

O Fla respondeu aos 32 em bela jogada de Pará, que rolou rasteiro na área, mas Diego pega muito mal na bola e a bola fica na zaga.

A equipe de Abel Braga diminuiu de ritmo nos minutos finais, e o Americano cresceu em campo. O alvinegro de Campos pressionou o Fla e conseguiu cinco escanteios em dez minutos, e quase chegou ao empate aos 44. Após uma tentativa de longe, a bola bate na zaga e sobra para Flamel na área pelo lado direito. O meia dominou e bateu, mas Diego Alves voou e salvou o Flamengo.

Na sequência, escanteio cobrado na área e Espinho acerta cabeçada que passa perto do travessão, mas vai para fora.

Animado com o desempenho no final da primeira etapa, o Americano fez duas substituções no intervalo e voltou para o segundo tempo confiante e encarando o Flamengo de igual para igual. O abandono da postura cautelosa foi, no entanto, fatal.

Aos três minutos, Pará cruza da direita, Gabigol tenta tocar para o gol de calcanhar e a bola acerta a parte interna da trave do outro lado. Na volta, Vitinho, livre, toca para o gol vazio e amplia o placar.

Com 2 a 0, o Americano desmontou em campo, e três minutos depois Gabigol finalmente marcou seu primeiro gol com a camisa do Flamengo. De Arrascaeta faz belo lançamento em profundidade da linha média e deixa Gabigol cara a cara com o goleiro, que consegue afastar na dividida com o atacante. Mas a zaga afasta mal e dá nos pés de Arrascaeta, que rola para Gabigol na esquerda da área. O atacante chuta cruzado de canhota e marca.

Daí pra frente, o jogo se tornou um ataque contra defesa. Caindo mais pelo lado esquerdo do campo no segundo tempo, De Arrascaeta deu nova vida ao time. Aos 10, faz novo lançamento e Arão ajeita para Gabigol, que chuta em cima de Luis Henrique.

Três minutos depois foi a vez de Diego fazer o goleirão do Americano trabalhar em um chute de fora da área.

Aos 18, Vitinho, que passou a jogar pelo lado direito, recebeu na área e cruzou rasteiro, mas Gabigol não consegue o arremate na pequena área.

Vitinho teve mais uma chance de marcar aos 28, após cruzamento de Arrascaeta. A conclusão leva perigo mas sai por cima do travessão.

No minuto seguinte, Vitinho comete falta próximo da área. A bola é levantada na área, Flamel desvia e Diego Alves faz bela defesa e evita o gol do Americano.

Com 30 minutos e 3 a 0 no placar, Abel Braga faz as substituições que tem direito. O primeiro a entrar é Orlando Berrío no lugar de Vitinho. Na seqUência, Henrique Dourado substitui William Arão e Rodinei a Pará.

Aos 37, o Americano tem escanteio e levanta a bola na área. O zagueiro Espinho vence a marcação de Rodinei e cabeceia para fazer o gol de honra da equipe de Campos.

O Flamengo responde aos 40. Rodinei, do bico da área, rola para a penetração de Berrío. O colombiano vai à linha de fundo e cruza rasteiro para trás. Diego entra pelo meio e toca de canhota para o fundo da rede e fecha o placar.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 4 X 1 AMERICANO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 24 de fevereiro de 2019, domingo
Hora: 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Daniel do Espírito Santo Parro
Cartões amarelos: Marquinhos (Americano)
Renda: 578.979,00
Público: 26.405 (24.854 pagantes)

Gols:
FLAMENGO: Vitinho, a 1 min do 1º tempo, e aos 3 min do 2º tempo; Gabigol, aos 6, Diego, aos 40 min do 2º tempo
AMERICANO: Espinho, aos 38 mind o 2º tempo

FLAMENGO: Diego Alves; Pará (Pará), Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão (Henrique Dourado), Diego e Arrascaeta; Vitinho (Berrío) e Gabriel
Técnico: Abel Braga

AMERICANO: Luis Henrique; Léo Rosa (Sanderson), Espinho, Júnior Santos e Vandinho; Abuda, Marquinhos, Flamel e Leozinho (Gustavo Tonoli); Romário (Matheus Gama) e Rafinha
Técnico: Josué Teixeira