Rosenberg não é mais dirigente do Corinthians e Sanchez ocupa cargo

No dia seguinte à declaração, o ex-dirigente do Corinthians pediu desculpas pelo o que chamou de “comparação infeliz”.

Após polêmica, Rosenberg não é mais diretor de marketing e, interinamente, Andrés Sanchez ocupará o cargo - (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Nesta segunda-feira, o Corinthians anunciou que o dirigente Luis Paulo Rosenberg não é mais diretor de marketing da equipe. Após polêmicas recentes, o Timão confirmou o pedido de desligamento do dirigente e informou que o presidente Andrés Sanchez irá ocupar, de maneira interina, o cargo.

Na última quinta-feira, perguntado a respeito da demora na venda dos naming rights da Arena Corinthians, prometida desde antes da inauguração do estádio, em 2014, Rosenberg fez uma analogia com uma “mulher com Aids” para exemplificar a situação.

“O apelo da marca Corinthians é tão grande que temos quatro grandes grupos interessados em vir. É mais ou menos… Eles se sentem na situação de estar vendo a esposa perfeita, com dotes culinários, formada com MBA no exterior, uma mãe de filhos maravilhosos, mas parece que tem um teste de Aids positivo”, afirmou à Espn Brasil.

No dia seguinte à declaração, o ex-dirigente do Corinthians pediu desculpas pelo o que chamou de “comparação infeliz”.

 

“Errei, foi uma comparação infeliz, anacrônica e que não condiz com a minha prática à frente do clube sempre incentivando mais e mais a presença e participação feminina no futebol. Lamento profundamente por aqueles que de maneira direta ou indireta foram atingidos pela repercussão de uma analogia infeliz, feita durante um programa ao vivo de maneira espontânea e impensada. Sinto muito!”, divulgou.

Confira a nota oficial do Corinthians:

O Sport Club Corinthians Paulista comunica que foi aceito o pedido de desligamento de Luis Paulo Rosenberg do cargo de diretor de Marketing. Interinamente, o expediente passa a ser acumulado pelo presidente da agremiação, Andrés Sanchez.