Após polêmica envolvendo Educação, Vilma quer vistoria dos bombeiros nas escolas

A vereadora na semana passada sugeriu o fechamento da Escola Municipal Monteiro Lobato (no Assentamento Capão Bonito 2).

Vereadora Vilma Felini durante sessão desta terça-feira dia 26 - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Com votos contrários dos vereadores Edno Ribas e Jean Nazareth, a Câmara de Sidrolândia aprovou requerimento da vereadora Vilma Felini para que o Corpo de Bombeiros faça uma vistoria em todas as escolas e centros municipais de educação.

A vereadora na semana passada sugeriu o fechamento da Escola Municipal Monteiro Lobato (no Assentamento Capão Bonito 2) depois que integrou uma comissão de vereadores que esteve no estabelecimento de ensino e constatou problemas nas instalações elétricas, tomadas soltas, fios desencapados, colocando em risco a segurança dos alunos e professores.

O vereador Edno Ribas, que tem lote no assentamento, contestou a proposta da colega de parlamento. Considerou esta medida demagógica. "Se a questão é pedir inspeção que se inicie pelo prédio da Câmara, onde as regras de acessibilidade não são respeitadas, pelo Paço Municipal”. Ele avalia que houve um exagero quando se sugeriu fechar a escola, quando o problema foi resolvido com a troca de 17 lâmpadas e substituição de 4 tomadas.

A vereadora reagiu às críticas do colega, garantindo que não tem intenção de fechar nenhuma escola, mas foi necessária uma proposta mais radical para que a Prefeitura tomasse alguma providência. “Foram mais de 60 dias de recesso nas escolas, tempo suficiente para que fossem feitos esses pequenos reparos”, lembra. O pedido de vistoria do Corpo de Bombeiros, conforme Vilma, não tem o sentido punitivo, mas de orientação da direção das escolas para corrigir os eventuais problemas.