A esquerda não faz farinha, só barulho!

São quase 500 os ex-deputados federais que recebem mensalmente valores acima do teto do INSS.

- Foto: Divulgação

SEM ILUSÕES a sonhada faxina geral no Congresso Nacional ainda não ocorreu desta vez. Pena! O perfil moral desta legislatura é retratado numa pesquisa cruel: dos 513 deputados federais, 50 deles respondem a varios tipos de processos. Só ‘Boca Aberta’ (Pros-PR) responde a 30 processos. Com 90.158 votos, se elegeu percorrendo as ruas de Londrina numa bicicleta elétrica chamada ‘Grace Kelly’ - denunciando políticos e falhas da administração pública.

MARAVILHA! São quase 500 os ex-deputados federais que recebem mensalmente valores acima do teto do INSS. Eles ganham em média R$ 14,3 mil de aposentadoria em reconhecimento aos ‘relevantes’ serviços prestados à Pátria. Todos eles, de alguma forma colocaram o seu dedo na ‘geringonça’ que virou esse mostrengo chamado Brasil. Como a Reforma da Previdência prevê o teto de apenas R$ 5,8 mil, imagino que os deputados vão fazer de tudo para não aprovar, alterar ou retardar ao máximo.

MÃE SAFADA Essa seria a denominação ideal da Câmara Federal ao patrocinar tamanha farra com nosso dinheiro. Imagine que mesmos os famigerados ex-deputados cassados, condenados e presos continuam recebendo religiosamente as aposentadorias. Casos de Geddel V. Lima (MDB) R$ 20.354,27 - José Dirceu (PT) R$ 9.646.54 - Nelson Meurer (PP) R$ 28.071,52 - Roberto Jefferson (PTB) R$ 23.344,70 e Valdemar Costa Neto (PR) R$ 21.318,92.

EXPLICANDO O montante da aposentadoria de cada congressista tem como parâmetro o tempo de seu mandato. Assim a cada ano cumprido na Casa, o deputado ou senador acumula 1/35 do salário – correspondente a R$ 964,00 - o valor de uma aposentadoria de quem trabalha a vida toda ganhando um salário mínimo. Quanto aos senadores a generosidade é maior: basta um só mandato de 8 anos para cair no seu colo a aposentadoria de R$ 7,717,00 – acima do teto do INSS em quase R$ 2.000,00.

O ELEITOR pergunta se essa farra vai continuar ou acabar com aprovação das novas regras especiais aos parlamentares. Não há como acabar totalmente porque existem brechas garantidas por lei. Há de se levar em conta que os parlamentares legislam sempre em causa própria. Afinal, esse monstro da aposentadoria parlamentar não foi criada por serventes de pedreiro. Concordam? A situação de Bolsonaro nesta reforma lembra o credor que precisa agradar o devedor tido como ‘nervoso’ para poder receber.

TUDO LEGAL! A criação de 58 cargos para assessorias definidas (16 comissões permanentes) não fere qualquer preceito legal – segundo a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Anote-se que as despesas serão por conta de dotação própria. O ato também não prejudicará o cronograma da nomeação de vagas destinadas aos concursados que serão empossados neste mês de março. Segue a vida sem maiores delongas.

SEM SEGREDO Claro que a grande mídia (leia-se Plim Plim e Cia) não tem interesse em dar destaque as conquistas do Governo Federal. Essa notícia – por exemplo - de que a Petrobras alcançou um lucro de R$ 25,8 bilhões - o maior desde 2011 - precisa sim ser elogiada. Afinal, o PT desmantelou a empresa com a praticas nocivas como aquela compra da refinaria de Passadena, onde um bando de picaretas ganhou dinheiro com propinas e comissões. Enxugar gastos é a ordem!

O DUELO: “...A fronteira entre a mentira e a verdade mistura hábitos e necessidades. Uns mentem para ganhar dinheiro, outros para ganhar poder, poucos para ter os dois e muito para sobreviver. Vivemos a era da mentira. Desde sempre a mentira é parte integrante do ser humano, uma espécie capaz de conquistar muito mais coisas mentindo do que dizendo a verdade. Ninguém jamais venceu uma guerra falando a verdade; muito menos uma eleição.” (Marcelo Tognozzi)

A FRASE “A Esquerda Não Faz Farinha” – estampada num cartaz nas mãos de um universitário português em Coimbra – protestando contra a presença do ex-deputado Jean Willys (PSOL) retrata a insatisfação lusitana com os resultados dos regimes de orientação de esquerda em toda a Europa. Ótima na crítica e na teoria, incompetente no Governo, a esquerda não se reinventou e deu no que deu, inclusive aqui.

OS DESASTRES da esquerda também perto de nós. Coitada da Argentina após o desgoverno de Cristina Kirchener; o Uruguai acostumou-se pequeno, a Bolívia dispensa comentários a exemplo do Equador cujo ex-presidente Rafael Correa fugiu para a Belgica. A Venezuela e a Nicarágua – irmãos fraternos do Governo Petista – são palcos de batalhas sem vencedores. Resta Cuba – que só agora liberou o direito a propriedade privada. Eu diria: a esquerda não faz farinha. Só barulho!

ENFIM... é preciso incentivar o pensamento liberal neste cenário. Mas os liberais precisam sair do estado de acomodação ou da dúvida. Eles representam a maioria no contexto nacional. Não podem se esquecer disso. Afinal, como bem lembra o diplomata Paulo Roberto de Almeida: “A esquerda cansa, mas ela não se cansa e continua a fazer propaganda viciosa, convencendo os incautos e ingênuos.”

NA INTERNET: “A Ford tem mais processos em uma única fábrica no Brasil do que no mundo inteiro. São 2.402 processos - apesar de pagar salários e encargos em dia. É uma combinação tóxica de sindicalistas, advogados, canalhas e alguns funcionários mal intencionados tentando tirar casquinha das brechas da lei. Deu no que deu. Onde havia renda, empregos e investimentos terá um cemitério de automóveis.

POSITIVOS os números da administração estadual apesar do cenário nacional e o início de um novo Governo Federal. Responsável e corajoso o nosso governador vai em busca de recursos em Brasília e ganhou a visibilidade na mídia nacional inclusive pela sua postura e opiniões. Inaugurando obras, lançando outras, pagando o funcionalismo e fornecedores em dia, vai caminhando firme. Seus investimentos na Segurança Pública por exemplo, derrubaram os crimes violentos no Estado em 14,1% no ano passado. Elogios para quem merece!

‘O HONESTO’ Eis que o ex-governador carioca Sergio Cabral – (MDB) veio a público confessar que é ladrão (como se ninguém já soubesse!). Se tivesse falado bem antes teria levado o ‘Oscar’ de ‘Melhor Ator’. Mas a obra prima de sua confissão foi a justificativa pelos roubos atribuída ao estranho ‘vício pelo poder’ comum em pessoas de ambição desmedida. Mas Sergio – desesperado pelos longos anos da condenação ainda não definitiva – deve entregar até o periquito de estimação para tentar sair vivo da cadeia.

A TEORIA do ‘vício pelo poder’ prospera por esse ‘Brasil de Meu Deus’ com seus personagens – incluindo familiares – que lembram mitos ou as vezes zumbis - sobrevivendo agarrados ao poder por anos a fio – custe o que custar. Se você olhar por exemplo nos corredores da Assembleia Legislativa irá deparar com vários ‘viciados pelo poder’ através do DNA inclusive. Não conseguem viver sem uma boquinha.

‘OUTROS TEMPOS’ Bela postagem de Benedito Rodrigues da Costa no facebook sobre os cinemas de Corumba que vou citá-los aqui: Cine Lanterna Mágica (1906), Cine Chic (1909), Cine Polythena (1909), Cine Teatro Biju (1910), Cine Excelcior (1920), Cine Corumbaense (1920), Cine Teatro Santa Cruz (1943), Cine Teatro Anache (1964), Cine Dom Bosco (...). No Correio da Manhã (12/07/2018) por Nathália Claro. Essa notícia mostra a força do cinema e daquela cidade na distante época.

“Temos no Brasil um dicionário de abusos de autoridades que vai de A a Z.” (Ministro do STF Gilmar Mendes)