Sem consenso, Azambuja pode ser novo presidente do partido

Falta de acordo entre os deputados Rose e Beto seria motivo para governador assumir PSDB.

Pensando nas eleições de 2020, Reinaldo Azambuja pode ser presidente do PSDB em MS - - Foto: Bruno Henrique/Correio do Estado

Caso não tenha um consenso entre os deputados federais Beto Pereira e Rose Modesto sobre quem deve assumir a gerência do PSDB em Mato Grosso do Sul, o governador Reinaldo Azambuja pode ser o nome da sigla na tentativa de evitar um racha dentro do ninho tucano. 

A possibilidade do atual presidente Beto e de sua concorrente não cederem tem preocupados liderandas da sigla. Conforme informações de bastidores, a avaliação dos tucanos é de que essa disputa possa provocar ruptura e interferir negativamente nas pretensões do PSDB nas eleições municipais de 2020. Para resolver o impasse, em reuniões fechadas lideranças tem cogitado o nome do governador para presidência. 

Azambuja, porém, ainda mantém esperanças dos efeitos de suas ações nos bastidores para colocar pano quente na briga pela indicação de apenas uma chapa. Em conversas reservadas, a indicação de Reinaldo para o comandar o diretório acabou estremecendo as candidaturas de Rose e Beto.