Força Nacional é mantida em Mato Grosso do Sul por mais 90 dias

A Força Nacional também atua em Ponta Porã, em apoio às ações de combate aos crimes fronteiriços.

- Foto: Idest

Agentes da Força Nacional de Segurança Pública que estão em Mato Grosso do Sul desde junho de 2016 vão continuar na região por, pelo menos, mais 90 dias.

A decisão - em resposta a um pedido do governador Reinaldo Azambuja - foi publicada hoje (18) no Diário Oficial da União.
 
Assinado pelo ministro Sergio Moro, da Justiça e Segurança Pública, a portaria estabelece a manutenção de ações de policiamento ostensivo para prevenir e reprimir conflitos agrários por questões fundiárias em Caarapó e coibir o tráfico de drogas, contrabando, armas e munições na faixa de fronteira.
 
O prazo do apoio prestado pela Força Nacional poderá ser prorrogado, se necessário, como vem sendo feito desde que os agentes foram deslocados para o estado depois da morte de um indígena Guarani-Kaiowá há quase três anos.
 
Na época, o envio das tropas foi autorizado pelo então ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que determinou o auxílio às polícias militar, federal e rodoviária federal nos conflitos envolvendo a ocupação de terras.

A Força Nacional também atua em Mato Grosso do Sul, na cidade de Ponta Porã, em apoio às ações de combate aos crimes fronteiriços.