Prefeito de Nova Alvorada admite que município não tem recursos para contrapartida do projeto de suinocultura

De acordo com prefeito, para fazer investimento deste montante, município teria de suspender uma série de projetos.

Prefeito de Nova Alvorada, Arlei Silva Barbosa - Foto: Hédio Fazan

A Prefeitura de Nova Alvorada do Sul, que disputa com Dourados e Sidrolândia, o projeto de expansão da suinocultura da Cooperativa Alfa, não tem condições financeiras de arcar com os custos da contrapartida de infraestrutura que o empreendimento vai requerer do poder público.

“Pelas nossas estimativas, seria preciso investir R$ 10 milhões, desde a aquisição da área, água, energia, terraplanagem, pavimentação das pistas de circulação interna”, afirma o prefeito Arlei Silva Barbosa que disse não ter recebido até agora nenhuma informação oficial da cooperativa sobre qual cidade será contemplada com o projeto.

De acordo com o prefeito, para fazer um investimento deste montante financeiro, num projeto que terá uma maturação longa (de 10 anos) o município teria de suspender uma série de serviços e projetos. “Conseguimos atrair uma empresa que atua na área de reciclagem e que vai gerar 30 empregos diretos, praticamente sem custo. Vamos entrar com uma área de um hectare, que é da Prefeitura”, explica. No caso da Alfa, um grande empresário de Nova Alvorada, do Grupo Dallas, chegou a acenar com a possibilidade de doar a área solicitada (de 200 ou 100 hectares), mas a intenção não evoluiu para algo concreto.