Reforma do Porfiria só será retomada com chegada de telhas de zinco para cobertura

A previsão é que as telhas de zinco (com material para garantir isolamento acústico) cheguem na segunda ou terça.

Reforma do Porfiria só será retomada com chegada de telhas de zinco para cobertura - Foto: Vanderi Tomé/Região News

A nova reforma da Escola Municipal Porfiria do Nascimento, que se arrasta há praticamente 9 meses, parece longe dos capítulos finais. Por orientação da Incorporadora Corpal, que está bancando a mão de obra, o serviço só será retomado com a instalação da cobertura do pátio central e do restante das salas e outras dependências reformadas. A previsão é que as telhas de zinco (com material para garantir o isolamento acústico) cheguem em Sidrolândia na próxima segunda ou terça-feira.

A aquisição do material, ao custo de R$ 60 mil, atrasou porque o município estava sem recursos. O problema foi resolvido após reunião do prefeito com diretores da Corpal, que concordaram em adquirir as telhas. Sem a cobertura, não é possível colocar piso, forros (já adquiridos) em sete salas de aula onde a antiga empreiteira chegou a colocar os portais, mas por conta da ação da chuva, empenaram e provavelmente terão de ser substituídos.

Nesta quinta-feira só estavam na escola os dois últimos funcionários da Sadi Construtora que estavam trabalhando num dos banheiros em reforma. Desde novembro, quando assumiu a reforma, a empresa só conseguiu acumular 60 dias de serviço. As interrupções foram sucessivas, toda vez, porque a Prefeitura atrasou a entrega de material. Por exemplo, há 10 dias foram solicitados e não houve a entrega de 20 sacos de cimento e a tubulação das instalações sanitárias dos banheiros.