Santos não deve quitar atraso com o elenco antes de enfrentar o Red Bull

A partida pela ida das quartas de final do Campeonato Paulista está marcada para esse sábado, às 19h30 (de Brasília), no Pacaembu.

Sampaoli recebeu salário, mas devolveu porque elenco não ganhou - Foto: Ivan Storti

O Santos não deve quitar o atraso com o elenco antes de enfrentar o Red Bull. A partida pela ida das quartas de final do Campeonato Paulista está marcada para esse sábado, às 19h30 (de Brasília), no Pacaembu.

O Peixe deve o mês de fevereiro e dois meses de direito de imagem. Há na diretoria, inclusive, quem já admita honrar os compromissos apenas em abril. Bruno Carbone, membro do Comitê de Gestão, adotou otimismo durante congresso técnico na Federação Paulista de Futebol.

“É uma coisa que acontece na vida de qualquer clube. Acho que nas próximas 48 horas estará tudo resolvido”, afirmou o dirigente.

Em entrevista coletiva na noite desta quarta-feira, depois dos 4 a 0 para o Botafogo-SP, o técnico Jorge Sampaoli confirmou a devolução do seu salário e criticou a diretoria.

“A condição financeira do clube não tenho motivo para saber. Cheguei com o conhecimento do elenco, da necessidade que tinha, da necessidade da equipe. É uma realidade que o clube tinha que resolver. Santos é um clube de grande história, e o clube tem que estar à altura, os dirigentes também”, disse Sampaoli”.

“Sobre os salários, a comissão recebeu e qualquer um teria feito o mesmo (de devolver). Tem que pagar o salário na mesma data para todos”, completou.

O presidente José Carlos Peres volta de viagem à Ásia nesta quinta-feira e a diretoria tenta, por meios diferentes, resolver o problema: empréstimo bancário e adiantamento de receitas de televisão ou das parcelas de Rodrygo no Real Madrid e Bruno Henrique no Flamengo são as alternativas.