Prefeitura busca empréstimo de R$ 8 milhões para melhorar estrutura de manutenção das estradas

O recurso será aplicado para substituir boa parte do parque rodoviário da Secretaria de Infraestrutura, praticamente todo sucateado.

Prefeitura busca empréstimo de R$ 8 milhões para melhorar estrutura de manutenção das estradas - Foto: Marcos Tomé/Região News

Nos próximos dias a Prefeitura de Sidrolândia vai encaminhar projeto ao Legislativo, com pedido de autorização de um empréstimo no valor de R$ 8 milhões, uma linha de financiamento oferecida pela Caixa Econômica Federal. O recurso será aplicado para substituir boa parte do parque rodoviário da Secretaria de Infraestrutura, praticamente todo sucateado, o que compromete a manutenção das estradas vicinais e da malha viária urbana não pavimentada.

Segundo o prefeito Marcelo Ascoli, os levantamentos ainda estão sendo feitos, mas a intenção é adquirir de 6 a 8 caminhões basculantes, um caminhão pipa e um caminhão prancha; patrolas, uma retroescavadeira e um rolo compactador. “Estamos hoje com um parque de máquina antigo, que inclui, por exemplo, 8 patrolas, uma delas cedida pelo Estado, todas antigas, com alto custo de manutenção”, informa o prefeito que espera receber nos próximos dias uma retroescavadeira adquirida com recursos de uma emenda da então deputada federal Tereza Cristina.

“As pessoas muitas vezes criticam o Nilo (secretário de Infraestrutura), para cobrar manutenção das estradas. Mas eu preciso ser justo, ele e a equipe da Secretaria, fazem o que podem com a estrutura que dispõem para trabalhar”, explica o prefeito. Ano passado foram adquiridos dois caminhões, com recursos próprios, ao custo de R$ 603 mil.

O prefeito diz que tem reivindicado o apoio do Governo do Estado. “Nós visitamos rotineiramente o Governo do Estado, Secretaria de Infraestrutura, Agesul. Desde 2017 temos colocado as nossas demandas dos nossos mais de 4 mil quilômetros de estradas vicinais, dos 28 assentamentos e 5 aldeias, das diversas regiões de fazendas e corredores do agronegócio. A nosso pedido em 2017 a Agesul enviou o engenheiro Caio que por dois dias visitou as estradas vicinais. Sabemos que o Estado também enfrenta dificuldades e ainda precisam cuidar das rodovias estaduais. Temos um bom relacionamento, sabemos dos limites, mas estamos pedindo”, finaliza.