Andrés critica postura do Sevilla em negociação por Arana: Estou decepcionado

Presidente revelou que o Corinthians ofereceu oito milhões de euros (R$ 34 mi) pelo lateral.

Andrés Sanchez garante que ainda não desistiu da negociação - Foto: Nilton Fukuda/Estadão Conteúdo

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, ainda não desistiu completamente da contratação do lateral-esquerdo Guilherme Arana do Sevilla. O mandatário concedeu entrevista ao jornal ABC, de Sevilha, e disse ter ficado decepcionado com os dirigentes do time espanhol.

"Fizemos a oferta que podíamos, oito milhões (de euros, cerca de R$ 34 milhões). As formas de pagamento? Fizemos tudo o que estava em nossas mãos. Fizemos tudo e mais um pouco para contratar o Arana", comentou.

Sanchez não quis dar detalhes sobre como seria parcelada a compra, principal entrave da negociação. "Pergunte aos diretores do Sevilla. O que posso dizer é que queríamos pagar. Posso dizer que meu diretor de futebol viajou até a Espanha para se reunir com os representantes do Sevilla e não se administrou bem. Estou muito decepcionado. Claro que o Sevilla estava em seu direito de não aceitar a proposta, mas aconteceram coisas que não gostei. Fiz o que pude", declarou.

Arana trocou o Corinthians pelo Sevilla em janeiro do ano passado. No clube espanhol, ele tem sido pouco aproveitado - foram somente 25 jogos desde a sua chegada. Faltam dez partidas para o término do Campeonato Espanhol e o lateral-esquerdo tem futuro incerto no Sevilla.

O Corinthians ainda não descartou a contratação do jogador. Mas enquanto essa negociação não se desenrola, o clube tenta também o acerto para a manutenção de Danilo Avelar. O jogador pertence ao Torino e tem contrato de empréstimo só até julho. O time italiano fixou o valor de compra em R$ 6 milhões.