Mulher morre eletrocutada ao tentar salvar neto preso em cerca

O menino, que não teve o nome ou a idade divulgada, foi o primeiro a levar a descarga elétrica

Cerca elétrica que rodeia o lago - (Foto: Divulgação)

Uma mulher de 55 anos morreu após tentar salvar o neto de um choque na tarde desta quinta-feira (28), em Eldorado. Aparecida Fátima Norato também foi eletrocutada ao puxar o garoto que estava preso em uma cerca elétrica, nas margens de um lago, e não resistiu. 

Conforme o delegado Pablo Ricardo Campos dos Reis, apesar da área ser cercada, muitos moradores vão ao local para pescar e por isso a vítima, um amigo e o neto, foram ao lago nesta tarde.

Para entrar, os três passaram por baixo do arame, mas o neto da vítima acabou encostando na cerca elétrica de alta voltagem. Na tentativa de salvar o menino, Aparecida tentou puxá-lo pelo braço e também levou eletrocutada. “Ela estava com os pés dentro da água, por isso acreditamos que ela recebeu uma carga maior”, explicou o delegado.

Aparecida morreu no local e o neto foi socorrido para o hospital da cidade. Conforme Reis, o quadro de saúde dele é estável, mas não foi descartada a possibilidade de sequela pela gravidade do caso. A polícia ainda não identificou o garoto.

O local pertence à empresa Copagril e é sinalizada com placas sobre a proibição de uso e também de eletricidade na cerca.