Atendimento ao público no Novo Posto de Saúde Central já começa na segunda-feira (15/04)

No local funcionarão o ESF Central para famílias cadastradas na Área – que não precisam mais se dirigir ao ESF Cleide Piran – e a UBS para a população rural, além de farmácia e sala de vacina

Prefeitura investiu recursos próprios na revitalização e ampliação do prédio para implantação do Novo Posto de Saúde Central - Fotos: Mauro Silva

O Novo Posto de Saúde Central denominado de “Enfermeira Marta Kazue Naito”, inaugurado nesta sexta-feira (12/04) iniciará o atendimento ao público na segunda-feira (15) a partir das 7 horas da manhã.

A solicitação do prefeito Dr. Marcelo Ascoli à Secretaria Municipal de Saúde já foi planejada, e desta forma, esta grande estrutura de Atenção Básica já prestará serviços aos usuários da área central e da zona rural pela Prefeitura de Sidrolândia.

Localizado na Rua Rio Grande do Norte, em frente à agência do Banco do Brasil, abrigará o ESF Central para famílias residentes no Centro da cidade e pertencentes à Área, contará ainda com uma Unidade Básica de Saúde (UBS) para moradores da zona rural, uma Farmácia Básica (a 4ª implantada pela atual administração) e sala de vacina.

 
Cb image default
 
Farmácia Básica do Novo Posto de Saúde Central

No caso do ESF Central, as famílias cadastradas não precisam mais procurar pelo atendimento no ESF Cleide Piran, unidade onde funcionou o Central nos últimos meses.

De acordo com a diretora Geral da Secretaria de Saúde, Tatiane Nantes, cada Unidade terá médico, enfermeiro, auxiliar, dentista e auxiliar de saúde bucal, e a Farmácia Básica, assim como nas outras terá um farmacêutico com formação superior.

O prefeito Dr. Marcelo em seu pronunciamento, enalteceu o esforço demonstrado por Nélio, Tatiane, servidores da Saúde, Equipe de Manutenção coordenada pelo servidor Claésio Lechner dirigida pela Segov, durante as obras de reforma, ampliação e montagem da estrutura funcional do Novo Posto de Saúde Central.

 
Cb image default
 
Prédio foi revitalizado pela Equipe de Manutenção e mobiliado pela Secretaria Municipal de Saúde

O custo com a obra foi de R$ 50 mil, e com a montagem – mobília, aparelhos de ar condicionado, televisores, todos novos – outros R$ 50 mil, totalizando R$ 100 mil em recursos próprios da Prefeitura. Investimento considerado muito abaixo em comparação a obras licitadas.

Esta economia vem sendo obtida pela Gestão 2017/2020 em razão da criação da Equipe de Manutenção, idealizada pelo prefeito e secretário de Governo, cujos servidores (15 no total), trabalham diariamente reformando ou aplicando outras benfeitorias nos prédios públicos da área urbana ou rural.