De protagonista a esquecido: como Romero viveu o tri paulista do Corinthians

Atacante paraguaio não esteve em Itaquera na final e ficou sem medalha do Paulistão

Romero, atacante do Corinthians, no treino da última segunda-feira — - Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians

Em 2017, Romero fez o gol do Corinthians na final do Paulistãocontra a Ponte Preta e foi um dos protagonistas do título. Em 2018, o atacante converteu pênalti na decisão contra o Palmeiras e comandou a selfie do bi no pódio. E em 2019, onde estava o paraguaio quando o Timão faturou o tricampeonato estadualsobre o São Paulo?

A resposta é: muito distante de Itaquera.

Diferentemente do que fez em outras oportunidades, Romero não foi à Arena Corinthians. Sem ser relacionado para os jogos por conta do imbróglio em sua renovação contratual, o jogador acompanhou a final do Paulistão em Fernando de la Mora, cidade que faz parte da Grande Assunção, no Paraguai.

Mesmo à distância, ele usou o Instagram para mandar uma mensagem para os companheiros:

Na última segunda-feira, Romero se reapresentou no CT Joaquim Grava, como determinado pela comissão técnica. Sem direito a medalha, já que não foi inscrito no Paulistão, o atacante parabenizou os demais jogadores e foi a campo para treinar com os reservas, rotina que tem desde o começo desta temporada.

E assim deve ser pelo menos por mais um mês. Tanto a diretoria corintiana como os empresários do atleta dão as negociações para a permanência dele no clube como encerradas. Se Romero for convocado para a Copa América, ele deve deixar o Brasil no fim de maio e pode não retornar mais. A competição sul-americana de seleções acaba em 7 de julho, dez dias antes do fim do contrato do paraguaio.

Dono de 20% dos direitos econômicos do jogador, o Corinthians de qualquer forma terá de gastar com Romero nesta temporada. No ato de sua contratação, em 2014, o empresário Beto Rappa bancou a compra total do Cerro Porteño por cerca de 3 milhões de dólares (R$ 6,7 milhões, na época). Com o término do vínculo, o valor corrigido terá de ser devolvido ao agente.

Além de bicampeão paulista, Romero também faturou dois Brasileiros pelo Timão, em 2015 e 2017. Ele disputou 221 jogos com a camisa alvinegra, o que o coloca no posto de estrangeiro com o maior número de partidas na história corintiana. Ele tem ainda 38 gols, sendo 27 deles dentro da Arena Corinthians, sendo o maior artilheiro do estádio.