Bebês com mais de 5 kg chamam atenção em hospital: 'Povo entra no quarto o tempo todo para tirar foto'

Mães de Campo Grande contaram que levaram susto e que roupas e fraldas não serviram.

Bebês ganharam apelidos e viraram "celebridades" em hospital de MS - Foto: G1 MS

O burburinho logo saiu do 3° andar e se espalhou por todo o hospital. Em pouco tempo, funcionários e outros curiosos começaram a entrar sem parar no quarto 308. É assim desde a última segunda (22), quando nasceu Luiz Davi com mais de 5 kg, na Santa Casa, em Campo Grande. Há poucos meses, na mesma maternidade, outro menino também surpreendeu os pais ao nascer com peso acima de 5 kg.

"As pessoas passam pela porta aqui e perguntam: cadê o bebê gigante? Acho que quase todo mundo do hospital veio visitá-lo, tirar foto e ele ainda ganhou este apelido. Foi um susto para mim, que, mesmo com o histórico de diabetes, não imaginava um bebê deste tamanho. O ultrassom apontava 3,5 kg e eu não esperava um bebê deste tamanho. Nossa, levei um susto enorme e estou muito feliz", afirmou ao G1 a mãe Jéssica de Souza Alvarenga Abss, de 17 anos.

Luiz Davi nasceu por volta das 19h, com 52 cm e 5,1 kg, após o parto cesárea. "Os médicos também ficaram muito assustados no começo. Foi complicado porque o corte foi grande, só tinha passado a cabeça e o resto do corpo não queria passar. O pai dele também veio visitar e assustou do mesmo jeito, mas amou. A minha mãe também só fala o tempo todo: 'Cadê o bebê gorducho da vovó?'", brincou.

Outro bebê

No dia 8 de fevereiro deste ano, às 9h24, nasceu o outro meninão na ala pediátrica da Santa Casa. A mãe, Maynara Leite Soares Zavasque, de 23 anos, disse que o ultrassom apontava 3,9 kg, porém Caleb chegou surpreendendo com 5,345 kg e 52,5 cm.

"Aconteceu o mesmo dessa mãe comigo. Todo mundo queria ir lá conhecer, povo entra no quarto o tempo todo para tirar foto. Meu parto também foi cesárea, só que eu não tive diabete gestacional, apenas um histórico de pressão alta. Ele chegou e foi apelidado de 'o gordinho da Santa Casa'. Foi um susto também, principalmente porque a gente não imaginava este tamanho e peso", disse Maynara.

No dia seguinte, ela conta que conheceu no outro quarto uma menina de 5,525 kg. "A gente não esperava um menino tão grande, e todas as roupas que levei para colocar nele não couberam. A fralda RN [recém-nascido] também não serviu, e eu tive que pegar emprestado. Na família, todo mundo assustou, só o meu marido que falou que filho dele nunca nasceu pequeno. Ele tem outros dois, só que não chegam a esse peso. O Caleb agora é a nossa alegria, nossa felicidade", finalizou a mãe.