Ronaldo Fenômeno diz que pensa em ser presidente do Corinthians

Atacante afirma que pretende encerrar ciclo no Valladolid, da Espanha, antes de voltar ao Timão

Ronaldo na apresentação da nova camisa do Corinthians — - Foto: Marcelo Braga

Dez anos após fazer história vestindo a camisa do Corinthians, Ronaldo pensa em voltar ao Timão, desta vez no cargo de presidente.

Em entrevista exclusiva à TV Globo, Ronaldo afirmou que antes de voltar ao Corinthians pretende encerrar seu ciclo no Valladolid, da Espanha, clube do qual é dono de 51% das ações e presidente.

– Eu penso (em ser presidente do Corinthians). É ainda um pouco distante, porque tenho um ciclo para completar no Valladolid. Mas é certeza que penso em entrar na fila na chapa do presidente Andrés, que tem feito um trabalho maravilhoso. Mas daqui a uns cinco, seis anos, quando eu voltar para o Brasil, talvez eu possa realizar esse sonho também – declarou.

Se realmente quiser levar adiante o sonho de ser presidente do Corinthians, o ex-jogador precisará cumprir algumas obrigações estatutárias do clube, como se tornar sócio e ter dois mandatos como conselheiro.

 

A entrevista com Ronaldo foi realizada na Arena Corinthians, minutos antes de ele lançar a nova camisa do clube para a temporada. O uniforme é inspirado no utilizado em 2009, quando o Fenômeno foi contratado pelo Timão.

– É muita história. Foi a última fase da minha carreira, que foi talvez uma das melhores. Ter conhecido essa torcida maravilhosa, esse clube, para mim foi marcante demais. E manter essa relação com o Corinthians até hoje é maravilhoso. Eu me sinto honrado e orgulhoso de ter conquistado esse bando de loucos e é maravilhoso poder estar aqui e ser homenageado com esse manto sagrado. É só coisa boa. Só agradeço a Deus por ter tudo o que aconteceu comigo – afirmou.

O ex-camisa 9 lembrou a revolução que provocou também fora de campo ao fechar com o Timão.

– Eu tinha consciência, isso fez parte do nosso plano estratégico de marketing, era um plano ousado, que surpreendeu a muita gente e deu certo. Digamos que revolucionou a era moderna do marketing esportivo dentro do futebol. Eu pude contribuir com meu sucesso e minha carreira, trazer uma credibilidade e, dali para frente, o clube se reestruturou e fez o que devia ter feito. Depois foi só coisa boa acontecendo – comentou.

Campeão paulista e da Copa do Brasil pelo Corinthians, Ronaldo disputou 69 jogos e marcou 35 gols pelo clube. Um dos mais marcantes foi justamente o primeiro, sobre o rival Palmeiras, em Dérbi disputado em Presidente Prudente, no interior de São Paulo.

– Eu costumo dizer que todos os gols para mim são importantes, são como filhos, mas logicamente o primeiro com o Corinthians foi muito especial, por se tratar de um clássico contra o Palmeiras, e a maneira que foi, entrando no segundo tempo, talvez desacreditado. E ali começou uma história incrível. Dali para frente o Corinthians se reestruturou e teve uma evolução muito grande, conquistando títulos nacionais importantes e hoje é um clube respeitado no mundo inteiro – opinou.