Polícia resgata vítima do tribunal do crime minutos após videoconferência com presos de MS

Vítima estava amarradas nas mãos e nos pés com fios. Ele disse que estava em cativeiro há dois dias e recebia ameaças de morte a todo momento.

Polícia prendeu envolvidos que fizeram vítima do tribunal do crime refém em MS — - Foto: Polícia Militar/Divulgação

Amarrado com fios nas mãos e nos pés, um homem de 23 anos foi resgatado pela Polícia Militar (PM), na rua Padre Antônio Franco, bairro Nova Lima, região norte de Campo Grande, na noite dessa segunda-feira (29). Ele estava refém de bandidos há dois dias e disse que recebia ameaças de morte a todo momento.

Conforme o registro da ocorrência, equipe do Batalhão de Choque (BpChoque) chegou ao local por volta das 20h (de MS). Os policiais encontraram a vítima e, segundo os próprios relatos dele, souberam do momento em que ele entrou em um carro, passou por endereços, até chegar no cativeiro, chamado pelos suspeitos de "cantoneira". 

 

Um dos suspeitos também confessou que, neste período, ocorreram diversas videoconferências com presos, no qual discutiam sobre a execução da vítima. A investigação também chegou a identidade dos outros envolvidos, de 18, 23 e 27 anos, e descobriu que um deles era foragido do sistema penitenciário.

A polícia também apreendeu os fios usados para amarrar a vítima, além de facas, celulares e envelopes com talonários de rifas para arrecadar dinheiro para as facções criminosas. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro, como sequestro, cárcere privado, ameaça e associação criminosa.