Famílias assinam nesta quinta-feira contratos do lote urbanizado

A partir da assinatura dos contratos, as famílias terão dois anos para construir suas casas de 42,56 metros quadrados.

A partir da assinatura dos contratos, as famílias terão dois anos para construir suas casas de 42,56 metros quadrados. - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Em solenidade no final da tarde, 15 famílias vão assinar nesta quinta-feira o contrato do lote urbanizado. O ato está programado para as 17h00 no salão de múltiplo uso do CRAS Jandaia e deve contar com a presença da diretora-presidente da Agehab (Agência Estadual de Habitação Popular) Maria do Carmo Avesani Lopes.

A partir da assinatura dos contratos, as famílias terão dois anos para construir suas casas de 42,56 metros quadrados. Os contemplados foram escolhidos através de sorteio realizado em 15 de março.

O município passará a contar com 51 unidades habitacionais pelo Programa Lote Urbanizado, desenvolvido pelo Governo do Estado com o apoio da Prefeitura. No dia 14 de fevereiro foram assinados os contratos com 36 beneficiários, que já começaram as obras.

É o caso de Ellen Lourdes, funcionária da JBS, que reservou a indenização e o pagamento antecipado das férias para contratar a mão de obra e comprar o material básico (cimento, areia, pedra) necessário nesta etapa da obra. “Não vejo a hora de ter minha, casa, não precisar pagar mais R$ 500,00 de aluguel”, comemora.

Ela mora há 20 anos em Sidrolândia, se inscreveu várias vezes nos programas habitacionais da Prefeitura, mas nunca foi contemplada. Todo mês tem que fazer "mágicas" para manter as contas em dia com um salário em torno de R$ 1.200,00, tendo dois filhos para sustentar. “Vai ser difícil, mas vai valer a pena”, acredita. Pelas suas contas serão necessários R$ 18 mil para que sua futura casa fique pronta.

O programa

De acordo com a Agehab, a parceria para o Projeto Lote Urbanizado é formada a 'três mãos': a Prefeitura doou o terreno e fez a terraplenagem, o Estado construiu a base da residência (com fundação, instalações hidráulicas e sanitárias, contrapiso e primeira fiada em alvenaria) e a família beneficiada vai comprar o material e custear a mão de obra para construir a casa.

Duas etapas e dois anos para conclusão

Dentro do Lote Urbanizado, a construção das casas populares é feita em duas etapas. A primeira é feita pela Agehab que é a edificação da base de 42,56m² que será executada para comportar dois quartos, sala/cozinha e banheiro. A segunda etapa é o complemento da construção. O prazo para a conclusão da segunda etapa é de 24 meses contados a partir da assinatura de autorização para execução da obra.

O Lote Urbanizado é destinado a famílias com renda mensal de até R$ 4.685,00 e que não tenham sido beneficiadas em nenhum programa habitacional federal, estadual e municipal, quando o benefício se tratar de uma unidade habitacional completa, salvo no caso de ampliação, quando houver real necessidade, após análise de técnicos da Agehab.