Marginal rende empresário, leva carro e abandona Honda Civic porque acabou a gasolina

A “epopeia” do empresário começou por volta das 11 horas quando estava em frente do Supermercado Nandas.

Honda Civic modelo 2018 foi recuperado após o bandido abandonar o veículo - Foto: Divulgação/PM

O empresário Márcio Hirota teve um sábado em que experimentou momentos de tensão, sob a mira de um revólver, preocupação com o furto do seu Honda Civic modelo 2018 e depois alívio, quando a Polícia Rodoviária Federal encontrou o veículo abandonado às margens da BR-060, já em Campo Grande, perto do gasoduto. O marginal que o rendeu em frente do Supermercado Nandas, o obrigou a entregar as chaves, mas acabou abandonando o Honda porque acabou a gasolina.

A “epopeia” do empresário começou por volta das 11 horas quando estava em frente do Supermercado Nandas. Conforme relato, em princípio, ao se deparar com o revólver apontado por um desconhecido, demorou algum tempo para “cair a ficha” de que estava sendo vítima de um assalto.

Chegou até imaginar que fosse alguma brincadeira, mas como não reconheceu seu algoz, não hesitou em entregar as chaves, mas se recusou a entrar no carro. Enquanto o bandido fugia, conseguiu ajuda de um conhecido que passava em frente do mercado e saiu no encalço do suspeito com a intenção de descobrir qual a rota de fuga dele (em direção a Campo Grande ou Maracaju/Nioaque).

Acionou a Polícia Militar e a Base Operacional da Polícia Rodoviária Federal, que mobilizou equipes da Capital para barrar o ladrão ainda na rodovia. O trabalho foi facilitado porque a gasolina acabou, interrompendo a fuga do ladrão.

Esta não foi a única ocorrência policial envolvendo roubo de carro. A Polícia Militar conseguiu recuperar perto da rotatória da BR—060, após o Posto Martinelli, o Honda City, de placas QAG-0786, que tem registro de furto. O motorista, Anaurelino Carlos Correa, se apresentou como proprietário e garantiu ter comprado o carro em janeiro.

No Cascatinha foi localizado o Fiat Strada de placas NRJ-2013, com registro de roubo. O veículo estava em frente da casa de Ailton Costa Neto que alegou ter trazido o Strada de Aquidauana para entregá-lo ao proprietário.