Cães farejadores ajudam na apreensão de quase 2 toneladas de maconha

A droga estava sendo transportada em dois compartimentos da carreta Scania/R 124 com placas GXM-1200.

Antes foram apreendidos 400 quilos que estavam sendo transportados em um Fiat Grand Siena com placas de Campo Grande. - Fotos: Vanderi Tomé/Região News

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na Base Operacional de Sidrolândia aproximadamente 2 toneladas de maconha. A droga estava sendo transportada em dois compartimentos da carreta Scania/R 124 com placas GXM-1200 de Ponta Porã/MS tracionando dois semirreboques com placas de São Paulo/SP.

Os policiais contaram com ajuda de três cães farejadores que foram trazidos de Campo Grande para localizar a maconha em compartimentos sob as carrocerias que estavam vazias. Ao ser abordado pelos policiais, o motorista do caminhão, um homem de 32 anos, demonstrou nervosismo e este comportamento despertou suspeitas dos agentes.

Em revista na carreta, foram encontrados em um fundo falso, 1.453 kg de maconha, um revólver e uma pistola com numeração raspada escondidos em fundo falso. Aos policiais, o motorista disse ter pego a carreta em Ponta Porã e levaria até Chapadão do Sul onde receberia R$ 8 mil pelo transporte. Também foram encontrados um aparelho celular e R$ 2400.

Foi a segunda apreensão de maconha nesta terça-feira na Base Operacional de Sidrolândia. Antes foram apreendidos 400 quilos que estavam sendo transportados em um Fiat Grand Siena com placas de Campo Grande. Também foi apreendido um rádio transmissor. 

O motorista do Siena de 37 anos, disse que pegou o veículo em Ponta Porã e levaria até Brasília, onde receberia mil reais pelo transporte.