Produtores preparam protesto contra situação precária de estrada

Inicialmente os produtores vão se cotizar para custear a instalação de um outdoor as margens da BR-060.

Esta estrada que motiva a mobilização dos produtores, é uma via importante de escoamento da produção - Foto: Divulgação

Depois de bater, sem sucesso, as portas da Prefeitura e do Governo do Estado, produtores e assentados do Capão Bonito (1,2 e 3) e São Pedro, estão se mobilizando para cobrar a elevação do gread e o cascalhamento de uma estrada de 25 quilômetros que liga a MS-162 (saída para Maracaju) a estrada da Gameleira que é uma alternativa de acesso a Campo Grande pela região do Capão Seco.

Segundo Claiton Straube, um dos líderes do movimento, inicialmente os produtores vão se cotizar para custear a instalação de um outdoor as margens da BR-060, saída para Campo Grande, cobrando providências das autoridades. Se em 30 dias nada for feito, a etapa seguinte será promover o fechamento da rodovia como forma de chamar a atenção das autoridades.

A estrada tem trechos abaixo do nível das áreas laterais e com isto a água da chuva não escoa e fica empoçada. “Não adianta patrolar. Resolve momentaneamente o problema. Basta chover e a estrada fica intransitável”, explica Claiton.

Uma comissão de produtores esteve com o secretário de Obras da Prefeitura, Nilo Cervo e ouviu dele que o município não poderia fazer nada porque está sem recursos. A conversa com o Estado também não evoluiu, muito embora tenha sido ofertado o cascalho disponível em propriedades da região.

Esta estrada que motiva a mobilização dos produtores, é uma via importante de escoamento da produção de centenas de assentadas e fazendas que somam uma área plantada de 20 mil hectares.