Anderson Silva volta a falar de luta com McGregor: 'Ele sabe vender lutas da maneira correta'

Aos 44 anos, Spider diz ter se planejado financeiramente para se aposentar quando tiver vontade.

- Foto: André Durão

Anderson Silva enfrenta Jared Cannonier neste sábado, no card principal do UFC 237, no Rio de Janeiro. Porém, o ex-campeão do peso-médio ainda não desistiu de um duelo contra Conor McGregor no futuro. Ele garante que a vontade de lutar com o irlandês não tem a ver com o que o lutador representa fora do octógono, mas elogiou a capacidade de promover os combates que o Notório tem.

- É pelo que ele representa dentro do octógono. É um grande atleta, que sabe vender lutas da maneira correta. seria um grande desafio. São dois caras ecléticos, que lutam bem em pé. Seria um grande espetáculo para o público. Seria em peso casado. mas o que impede... impede não, tem que ser pensado com mais calma, mas tem que ser perguntado para o Dana - afirmou, no "Media Day" do UFC 237.

Anderson já disse em outras oportunidades que lutaria com McGregor em um peso combinado de até 80kg. Questionado se achava justo, já que ele já atuou como meio-pesado (até 93kg), enquanto Conor chegou a ser campeão peso-pena (até 66kg), o Spider explicou.

- É o peso que eu chego, 80 kg. O Conor acho que anda de 81kg. É tudo questão de negociar e ver com o Dana. o que ele acha disso e se é viável.

Nesta semana, José Aldo disse que sua vontade de se aposentar aos 32 anos, enquanto Anderson quer seguir em atividade aos 44 é porque talvez tenha se planejado "muito melhor" que o compatriota. Quando indagado sobre o tema, o peso-médio respondeu que há anos não precisa se preocupar com dinheiro.

- É porque eu amo mesmo o esporte, o que eu faço. Já estava nos meus planos antes, já me planejei para me aposentar. Depende em qual sentido ele estava falando. mas acabei voltando atrás (da aposentadoria) por gostar muito do que eu faço, mas já (estou resolvido financeiramente) há bastante tempo (risos).

- São duas grandes guerreiras, duas grandes atletas, a Jéssica tem todas as armas para vencer, e logicamente como brasileiro vou torcer por ela. É uma nova geração que tem tudo para conquistar o espaço deles. Temos que apoiar e ajudar atletas novos que estão chegando. Sempre que posso, damos toques para tirar pedras do caminho (risos) - declarou, acrescentando que não precisou dar qualquer ajuda para Bate-Estaca.

- A Jéssica não precisou de toque. Ela está focada, pensamento positivo. Acho que ela vai vencer.

Serviço do UFC 237

Na próxima sexta-feira, dia 10, a pesagem oficial terá transmissão ao vivo do Combate.com às 9h (de Brasília), com a aferição do peso de cada lutador e as confirmações dos confrontos. Mais tarde, às 17h30, começa a transmissão da pesagem oficial, com as encaradas, com transmissão do CombateSporTV e Combate.com.

No sábado, dia 11, o UFC 237 terá início às 19h15, mas a transmissão do Combate começa às 18h15. O SporTV e Combate.com acompanham ao vivo as duas primeiras lutas, e o Combate.com cobre todo o evento em Tempo Real.

UFC 237
11 de maio de 2019, no Rio de Janeiro
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-palha: Rose Namajunas x Jéssica Bate-Estaca
Peso-médio: Jared Cannonier x Anderson Silva
Peso-pena: José Aldo x Alexander Volkanovski
Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Laureano Staropoli
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Carlos Diego Ferreira
CARD PRELIMINAR (18h15, horário de Brasília):
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Ryan Spann
Peso-leve: Thiago Moisés x Kurt Holobaugh
Peso-galo: Irene Aldana x Bethe Correia
Peso-leve: BJ Penn x Clay Guida
Peso-mosca: Luana Dread x Priscila Pedrita
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Sérgio Moraes
Peso-galo: Raoni Barcelos x Carlos Huachin
Peso-galo: Talita Bernardo x Viviane Araújo