Sempre acreditei que esse momento ia chegar, diz Lucas Moura

Herói do Tottenham na Liga dos Campeões conversou com exclusividade com o Jogo Aberto

Lucas Moura comemora após marcar os três gols da classificação do Tottenham - (Foto: Divulgação/Instagram/ChampionsLeague)

Lucas Moura é reverenciado como um verdadeiro herói nesta quinta-feira, 9, após marcar três vezes na virada épica do Tottenham contra o Ajax pela semifinal da Liga dos Campeões. O atacante brasileiro afirmou em entrevista exclusiva ao Jogo Aberto que vive um sonho e que ainda não conseguiu dormir.

“Eu sempre acreditei que esse momento ia chegar. Confesso que da maneira que foi nem nos meus melhores sonhos eu poderia imaginar. Valeu pelo empenho e dedicação de cada um, muito merecida essa classificação”, afirmou o jogador ao ser questionado por Renata Fan se esperava ter esse destaque no futebol europeu.

“Estou vivendo um sonho, impossível dormir como um dia depois de ontem, muito especial, sem dúvida nenhuma, o dia mais especial e emocionante da minha carreira”, completou.

Revelado pelo São Paulo, Lucas deixou o Tricolor do Morumbi após a conquista da Sul-Americana em 2012 para defender o PSG, da França, com o status de ser o companheiro de Neymar na Seleção Brasileira. No entanto, foi justamente a chegada do camisa 10 a Paris que fez com que o atacante passasse pelo pior período da carreira. Ele perdeu espaço na estrelada equipe francesa.

“O período que passei no PSG, os sete últimos meses, foi o período mais difícil da minha carreira. Treinava e voltava para casa. Foi difícil, mas nunca desanimei, sempre acreditei que ia dar a volta por cima. Então apareceu o Tottenham na minha vida, me abriu as portas, me permitiu realizar o sonho de disputar a Premier League, que para mim é a competição mais difícil. Estou vivendo uma temporada maravilhosa, jogando, tendo oportunidades”, declarou.

De acordo com Lucas, o discurso no vestiário do Tottenham era de confiança na classificação para a final da Liga dos Campeões mesmo com a derrota no jogo de ida, disputado no novo estádio dos Spurs. “O 1 a 0 em casa foi dolorido, a gente não esperava, esperava conseguir o resultado em casa como foi contra o City. A equipe do Ajax é muito difícil, qualificada. O discurso era de muita confiança, que era possível”, relembrou.

Após ir para o intervalo perdendo por 2 a 0 na partida de quarta-feira, o atacante disse que o clube inglês esqueceu a tática. “Era tudo ou nada, não tem mais esquema, é coração, é espírito de luta, de guerreiro, foi o que a gente fez. No dia antes, o Liverpool já tinha mostrado que tudo é possível”.

Na próxima semana, o técnico Tite anuncia os convocados para Copa América. Lucas ainda tem esperanças: “Seleção está sempre na minha cabeça, é um grande objetivo, vamos ver na próxima convocação”.