Prefeito está confiante no entendimento com a Câmara e quer as mesmas regras das gestões passadas

“Estamos buscando sempre o entendimento em favor dos interesses da cidade”, afirma o prefeito.

Prefeito de Sidrolândia, Marcelo Ascoli mostra confiança num rápido desfecho para a votação na Câmara - Foto: Vanderi Tomé/Região News

O prefeito de Sidrolândia, Marcelo Ascoli mostra confiança num rápido desfecho para a votação na Câmara do projeto em que pede autorização para aumentar de 10 para 35% do orçamento a prerrogativa de remanejar por decreto as dotações.

“Estamos buscando sempre o entendimento em favor dos interesses da cidade”, afirma o prefeito que garante: quer ter apenas as mesmas condições de trabalho, em relação ao orçamento, que a outras gestões. O prefeito participa na manhã desta segunda-feira da Caminhada da Paz que marca o encerramento da Semana de Enfermagem.

A reclamação do prefeito não se refere apenas a mudança, introduzida por emenda quando a lei orçamentária tramitou na Câmara, que reduziu de 35 para 10% a suplementação. Os vereadores tiraram do Executivo o poder de remanejar por decreto dotações dentro da mesma Secretaria ou em caso de superávit. No primeiro trimestre do atual exercício financeiro, de R$ 18 milhões em dotações remanejadas, R$ 7 milhões poderiam ser mudadas sem afetar os 10% autorizados.

Se o projeto de suplementação não for aprovado nas próximas duas semanas, o pagamento de maio dos comissionados estará ameaçado por falta de dotação.