Mulher de 27 anos é mais uma vítima do 'tribunal do crime'

Rosimar Gomes de Souza foi torturada e enforcada; corpo foi encontrado perto de uma favelinha em Dourados

Policiais no local onde corpo de vítima do tribunal do crime foi encontrado - (Foto: Adilson Domingos)

Uma mulher de 27 anos de idade foi encontrada morta nesta manhã em Dourados. A principal suspeita da polícia é de que Rosimar Gomes de Souza da Cruz, 27, tenha sido vítima do chamado “tribunal do crime” e condenada à morte pela facção PCC (Primeiro Comando da Capital).

O corpo foi encontrado nos fundos da favelinha do bairro Estrela Verá, região leste da cidade. O local fica perto de uma mata, em uma área de varjão. A região já serviu de base para o PCC. Os assaltantes que no ano passado tentaram roubar a caminhonete do senador Nelsinho Trad (PSD) foram mortos pela polícia perto dali.

Peritos e policiais constataram que Rosimar foi morta com requintes de crueldade e enforcada. Ela também estava com as mãos amarradas com um pano. A corda usada no enforcamento foi deixada no pescoço da vítima.

A polícia ainda não informou quando a morte pode ter ocorrido. O local onde o corpo estava é de difícil acesso e de pouco movimento.