Adolescentes transformam praça no São Bento e arredores do Brizolão em point para venda e consumo de drogas

Nesta segunda-feira, a partir de denúncias de moradores, a Polícia Militar fez um arrastão na Praça Tancredo Neves.

Polícia Militar fez um arrastão na praça do São Bento e encontrou meninos e meninas com drogas. - Foto: Divulgação/PM

A Praça Tancredo Neves, em frente da Escola Municipal Porfiria Lopes do Nascimento e os arredores do Ginásio Brizolão, se transformaram em “point” para jovens e adolescentes, que em plena luz do dia, ocupam o espaço público para vender e consumir drogas. Não chega a ser uma cracolândia, mas praticamente todos os dias são registradas ocorrências nos dois locais e via de regra, sempre envolvendo os mesmos personagens.

Eles são apreendidos, conduzidos para a delegacia sob supervisão do Conselho Tutelar, os pais são chamados e os levam para a casa. Acabam reincidindo na mesma prática: venda e consumo de drogas. Os conselheiros devem pedir o apoio do juiz para que a Justiça tente responsabilizar os pais que muitas vezes perderam o controle sob os filhos.

Nesta segunda-feira à tarde, a partir de denúncias de moradores da região, a Polícia Militar fez um novo arrastão no local e encontrou meninas e meninos, alguns na faixa etária de 12 a 14 anos.

Um deles, de 14 anos, levava duas trouxinhas de maconha (pesando 2,5 gramas) e outro de 13, com 11 trouxinhas (4,5 gramas de crack) que alegou ter encontrado na praça e pretendia vender o entorpecente para quem lhe pagasse R$ 10,00. Um terceiro adolescente, de 14 anos, levava no bolso duas porções de maconha que disse ter comprado de um desconhecido por R$ 10,00.

No Brizolão foi apreendida uma menina de 13 anos que furtou o celular de um colega de escola e repassou a outro adolescente, também de 13 anos, para que ele vendesse o aparelho.