Ministério abre uma vaga do Mais Médicos para atuar na zona rural de Sidrolândia

O município tem hoje postos no Quebra Coco, Capão Bonito, Capão Seco e na sede do Assentamento Eldorado.

Prefeitura de Sidrolândia aderiu e a cidade foi contemplada com uma vaga do Programa Mais Médicos - Foto: Lagoa

Pela primeira vez desde a criação do programa, ainda no governo Dilma Rousseff, a Prefeitura de Sidrolândia aderiu e a cidade foi contemplada com uma vaga do Programa Mais Médicos em unidades de básicas de saúde da zona rural. Nesta segunda-feira foi publicado no Diário Oficial da União a abertura de 35 vagas para 22 municípios de Mato Grosso do Sul com altos índices de vulnerabilidade. 

O município tem hoje postos no Distrito de Quebra Coco, Assentamento Capão Bonito, Capão Seco e na sede do Assentamento Eldorado. Cada equipe de Saúde da Família custa em média R$ 50 mil por mês

De acordo com o Ministério da Saúde, são oferecidas vagas para os profissionais do Mais Médicos atenderem população de áreas com maiores dificuldades de acesso, como ribeirinhos, quilombolas, indígenas e locais considerados de extrema pobreza, onde moradores dependem do atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS). Os médicos selecionados devem começar a atuar na atenção primária a partir de junho.

No Estado, as vagas são para os municípios de Miranda (1), Aquidauana (3), Bela Vista (1), Brasilândia (1), Caarapó (2), Chapadão do Sul (1), Corumbá (3), Costa Rica (1), Coxim (2), Jardim (1), Laguna Carapã (1), Ponta Porã (2), Porto Murtinho (1), Rio Negro (1), Rio Verde de Mato Grosso (1), Selvíria (2), Aparecida do Taboado (1) Naviraí (5), Nova Alvorada do Sul (1), Paraíso das Águas (1), Rio Brilhante (2) e Sidrolândia (1).

Esta nova etapa corresponde ao 18º Ciclo do programa, que, nesta primeira fase, vai priorizar a participação de médicos formados e habilitados, com registro em qualquer Conselho Regional de Medicina do Brasil.

Além disso, para garantir imparcialidade na escolha dos médicos com CRM Brasil, o Ministério da Saúde estabeleceu critérios de classificação, como títulos de Especialista e/ou Residência Médica em Medicina da Família e Comunidade. A medida visa também garantir profissionais com perfil de atendimento para a Atenção Primária.

Caso haja vagas remanescentes dessa 1ª etapa, as oportunidades serão estendidas, em um segundo chamamento público, aos profissionais brasileiros formados em outros países e que já tenham habilitação para o exercício da Medicina no exterior.

INSCRIÇÕES

Profissionais interessados em aderir ao programa Mais Médicos terão entre os dias 27 e 29 de maio para fazer a inscrição, que será realizada, exclusivamente pela internet, através do Sistema de Gerenciamento de Programas (SGP), no site do programa.

No mesmo endereço eletrônico, os gestores municipais irão acessar o SGP, a fim de renovarem ou aderirem às vagas.