Homem é sequestrado e fica refém de bandidos por dois dias

Ele ficou amarrado, amordaçado e vendado em cativeiro no Lageado.

Vítima foi libertada do cativeiro na madrugada de hoje - - Foto: Divulgação / Choque

Homem de 44 anos caiu em golpe e foi sequestrado, ficando refém dos bandidos por quase dois dias, amarrado e amordaçado, no Parque do Lageado, em Campo Grande. Ele foi libertado do cativeiro na madrugada de hoje, após o Batalhão de Polícia Militar de Choque flagrar o suspeito pulando muro.

De acordo com o boletim de ocorrência, equipe do Choque fazia patrulhamento, quando visualizou o suspeito, Everton Vinicius Martins de Souza, 22 anos, foragido da justiça paulista, pulando um muro. Diante da suspeita, equipe entrou no terreno, onde o suspeito se rendeu. Na casa, equipe encontrou a vítima amarrada, amordaçada, vendada e deitada no sofá da sala.

O homem foi libertado e disse aos policiais que caiu em um golpe de compra de gado, tendo combinado de verificar um rebanho de 250 cabeças, no valor de R$ 400 mil. No entanto, em uma estrada na lateral do Aeroporto Internacional de Campo Grande, ele foi abordado por dois homens armados, que o amarraram e amordaçaram e roubaram uma caminhonete Hilux.

Vítima ficou em poder dos bandidos desde às 14h15 de terça-feira (14) até a madrugada desta quinta-feira (16). Durante o período, segundo ele, os criminosos conversaram pelo celular com um outro homem, de alcunha Professor.

Choque solicitou apoio da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Roubos, Assaltos e Sequestros (Garras) e foram feitas buscas pelo outro suspeito, mas ele não foi encontrado.

O suspeito preso informou que ele e um comparsa ficaram responsáveis por render a vítima e ficar com a mesma em revezamentos, sendo os comandos repassados de dentro do presídio, via celular.

Everton, que estava foragido da justiça paulista, colaborou informando o local onde estava a arma, um revólver calibre .38, e as residências dos comparsas. No primeiro endereço, a mulher, identificada como Kelly Cristina Paes de Oliveira, que estava em benefício de saída temporária do Dia das Mães, não foi encontrada. Na casa, foram apreendidos 360 gramas de maconha e munição de calibre .50.

No segundo endereço apontado, foi preso outro suspeito de participar do crime, Elison Franca Feitosa, 20 anos, que teria guardado a caminhonete da vítima em sua residência.

Dupla foi presa e encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados pelos crimes de extorsão mediante sequestro, associação criminosa e roubo.