Para Carlos Henrique, com suplementação sociedade deve cobrar do prefeito resultados

Carlos Henrique afirma que cabe agora a sociedade fiscalizar e cobrar do prefeito melhor desempenho administrativo.

Presidente da Câmara, Carlos Henrique fala sobre a suplementação - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Protagonista de um embate com o Executivo em torno do pedido de suplementação orçamentária, que culminou na última terça-feira com aprovação do projeto, o presidente da Câmara, Carlos Henrique, não tem dúvida: cabe agora a sociedade fiscalizar e cobrar do prefeito melhor desempenho administrativo. Afinal, o prefeito terá ampla liberdade para remanejar as dotações orçamentárias. “Se o problema da gestão era a suplementação, a questão está resolvida”, pondera.

O presidente da Câmara espera agora que as escolas municipais sejam reformadas, finalmente as estradas rurais tenham a manutenção que precisam. “Quem apoiou a suplementação, incluindo os 11 vereadores favoráveis ao projeto, tem de cobrar do prefeito a contrapartida que esperam em obras, projetos do poder público de uma cidade com orçamento de R$ 180 milhões”, acrescenta.

Carlos Henrique reconhece que partiu dele a iniciativa de procurar o prefeito para pôr fim ao impasse. Confira a entrevista de Carlos Henrique em vídeo.