Cai número de homicídio, roubo e furto, mas cresce de feminicídio em MS

Balanço de crimes no último quadrimestre foram apresentados nesta manhã (22).

Coronel Waldir Ribeiro Acosta, comandante da Polícia Militar. - (Foto: Henrique Kawaminami)

Uma balanço divulgado nesta quarta-feira (22) pela Polícia Militar apontou redução nos crimes de homicídios, roubos e furtos em Mato Grosso do Sul nos primeiros quatro meses de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado, mas aumento nos casos de feminicídio.

Conforme o Comandante da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Waldir Ribeiro Acosta, os casos de roubos a estabelecimentos comerciais foram os que mais apresentaram queda no período. Em 2018 foram registradas 209 ocorrências e neste ano 129, o que representa uma redução de 38,3%.

O crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, e roubos a veículos, dividem o segundo lugar no ranking de redução, com 28,6%. Também houve queda nos números de homicídio doloso (13,3%), homicídio culposo no trânsito (18,2%), roubo (26%) e furto (14,8%).

Segundo o balanço da PM, feminicídio foi o único crime que apresentou aumento, com 13 casos, um a mais em relação ao mesmo período do ano passado. A última morte registrada foi em Campo Grande no dia 11 de maio. Luana Priscila Oliveira da Silva, 26 anos, foi morta a tiros pelo ex-marido João Gonçalves Silva, 39 anos, em uma boate na Vila Carvalho.

Redução - De acordo com o comandante da PM, a diminuição na criminalidade no Estado deve-se ao trabalho ostensivo realizado entre as policias militar e civil, blitz e bloqueios nas ruas.

Ainda segundo Waldir, em breve 380 policiais aprovados no último concurso iniciarão a academia e vão reforçar o policiamento no Estado. A PM também aguarda a chegada de mais três micro-ônibus e 37 viaturas.