Servidora municipal morre no Regional 19 dias após ser diagnosticada com leucemia

Amanda dos Santos Lopes, 33 anos foi diagnosticada com Leucemia Linfoide Aguda há 19 dias e estava internada no Regional.

Amanda dos Santos Lopes foi diagnosticada com Leucemia Linfoide Aguda considerada rara no país - - Foto: Reprodução/Facebook

Morreu na madrugada desta quinta-feira (23), Amanda dos Santos Lopes, 33 anos, diagnosticada com Leucemia Linfoide Aguda há 19 dias. Amanda estava internada no Hospital Regional Rosa Pedrossian em Campo Grande, desde o dia 30 de abril.

Servidora foi diagnosticada com leucemia no dia 04 deste mês, após ser internada com fortes dores. Ela começou a apresentar sintomas em dezembro passado. Inicialmente recebeu o diagnóstico de Fibromialgia.

Após o diagnóstico de LLA (que é um câncer das células brancas do sangue, que começa na medula óssea e se espalha para outras partes do corpo), a campanha "Todos pela Amanda" mobilizou doadores de sangue e plaquetas nas redes sociais, além do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e lideranças políticas. Também foram feitas caravanas para Campo Grande. Para a família, era uma corrida contra o tempo.

Por meio de mensagens, os familiares agradeceram o apoio recebido pela população. Amanda deixa uma filha. A Prefeitura decretou luto oficial de 3 dias. As aulas no CMEI Pindorama foram suspendidas nesta quinta e sexta-feira. O velório deve acontecer na Capela da Pax Bom Jesus no São Bento, ainda não há informações sobre o horário. 

Caso

Amanda dos Santos Lopes, trabalhava como assistente educacional no CMEI Michele Canejo no Pindorama, precisou se afastar do trabalho por sentir fortes dores. Inicialmente recebeu o diagnóstico de Fibromialgia, quando procurou atendimento em dezembro.

No dia 30 de abril foi internada, recebendo o diagnóstico de Leucemia Linfoide Aguda (LLA), após uma bateria de exames.