Passageiros poderão baixar bilhete rodoviário no celular a partir de julho

Como novo procedimento, usuários também poderão imprimir a passagem em casa.

Medida visa também reduzir o uso de papel para impressão da passagem - Foto: Kísie Ainoã

A partir do dia 1º de julho, todas as empresas de transporte de passageiros serão obrigadas a emitir o BP-e (Bilhete de Passagem Eletrônico). Com o novo procedimento, usuários poderão imprimir a passagem em casa ou baixar pelo celular, como é feito com as passagens de avião.

A novidade foi concebida pela Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda). Os bilhetes passarão a ser emitidos de forma eletrônica pelas empresas, por meio de sistema semelhante com o dos demais documentos eletrônicos já estabelecidos no Brasil. Assim, o fisco valida e autoriza de forma on-line a emissão do documento.

De julho em diante, os documentos anteriores não terão mais validade jurídica sobre as prestações de serviço de transporte intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros, pois serão substituídos pelo BP-e. Empresas que operam linhas regulares em Mato Grosso do Sul não poderão mais utilizar o bilhete de passagem em papel nem o Cupom Fiscal Bilhete de Passagem.

De acordo com a Sefaz, o novo sistema vai possibilitar efetuar a compra em qualquer ponto, sem precisar buscar a passagem em papel impresso em formulário controlado no guichê da rodoviária ou empresa. A medida também visa atender apelos ecológicos, com a redução do uso do papel.

A obrigatoriedade na emissão do BP-e estava prevista para a partir de janeiro deste ano, mas a Sefaz prorrogou o prazo para julho.