Apreensões de droga e cigarro crescem em rodovias estaduais de MS

Apenas nesta semana PMR apreendeu quase duas toneladas de maconha e 885 mil maços de cigarro contrabandeado.

Policiais militares rodoviários em caminhão lotado de cigarro contrabandeado - Foto: Divulgação/PMR

As apreensões de drogas e cigarro contrabandeado aumentaram significativamente nos últimos dias em rodovias estaduais de Mato Grosso do Sul, segundo balanço divulgado nesta terça-feira (28) pela Polícia Militar Rodoviária.

Neste mês a PMR desenvolve nos 15 mil km de rodovias estaduais a Operação de Fiscalização de Drogas e Armas, com ações de prevenção e repressão a ilícitos em pontos estratégicos de passagem de veículos.

Apenas nesta última semana de maio, a PMR apreendeu 1,8 tonelada de entorpecente, a maior parte – 1,5 tonelada – no perímetro urbano de Amambai. A droga estava sendo transportada em uma Toyota Hilux com registro de roubo em São Paulo.

Outras duas ocorrências de relevância resultaram na apreensão de 885 mil maços de cigarros estrangeiros, revelando novas rotas para o crime. As apreensões causaram prejuízo aos contrabandistas avaliado em R$ 3,1 milhões. O cigarro tinha como principais destinos estados do Norte do país.

A PMR também retirou de circulação três armas de fogo em Bonito. Um revólver calibre 38 foi apreendido na MS-339 com um homem de 21 anos com diversos registros policiais e na MS- 178, um homem de 43 anos foi flagrado portando duas espingardas calibre 22.

Foram registradas 13 ocorrências de contrabando e descaminho e os materiais apreendidos encaminhados à Receita Federal. Entre os produtos apreendidos estavam aparelhos eletrônicos, celulares, vídeo games, relógios, vestuário, cosméticos, tapetes e pneus.

De acordo com a PMR, a repressão aos pneus contrabandeados, além de impedir a comercialização desses produtos sem devido recolhimento de impostos, impede potencial risco às vidas de usuários de veículos por rodarem com pneu que não passa pelos testes de controle de qualidade feitos no Brasil.