Polícia paraguaia prende 13 bandidos com maconha e granadas na fronteira

Pelo menos dez são brasileiros, cinco deles moradores em Mato Grosso do Sul; prisões ocorreram na região de Capitán Bado.

Presos nesta manhã em uma propriedade na zona rural de Capitán Bado - Foto: Divulgação)

Treze suspeitos de fazer parte de facções que dominam o crime na fronteira foram presos na manhã desta quinta-feira (30) em Capitán Bado, cidade paraguaia vizinha de Coronel Sapucaia (MS). Pelo menos dez são brasileiros, sendo cinco deles moradores em Dourados, Ponta Porã e Coronel Sapucaia. 

Na propriedade, localizada na zona rural de Capitán Bado, os agentes do setor de investigações da Polícia Nacional encontraram pelo menos dois mil quilos de maconha, armas de grosso calibre e granadas.

Os presos na operação foram identificados como Cícero Marcos Silva de Sousa, 44, Marcelo Sander Costello morador em Dourados, Mateus Enrique Cornele, 30, natural do Paraná, Cleiton Nunes de Coronel Sapucaia, Wilson Fabiano Martin López, 21, de Santa Catarina, Anderson Junior Giacomin, 31, do Paraná, Eduardo Marques Mendonça, 30, também de Dourados, Francisco da Chaga Cena, 23, do Maranhão, Rafael Carballo Macena da Silva, 24, Welinton Richar Neres da Costa, 26, de Rondônia, Michael da Silva, 32, de Ponta Porã e o também douradense Anderson Moraes Pereira, 23. O 13º preso é o paraguaio Salustiano Nuñez, 44.

A operação é chefiada pelo comissário geral Rafael Gonzáles, chefe de investigações do departamento (equivalente a estado) de Amambay. O promotor Armando Cantero acompanha a ação.

“Todos estão vinculados, porque fazem parte da luta pelo domínio do crime na região”, afirmou o comissário. Segundo ele, os policiais chegaram à quadrilha durante investigações sobre a chacina que deixou seis mortos em Pedro Juan Caballero no dia 22 deste mês.