Homem que matou a mulher em Água Clara se diz arrependido do crime

Márcio José Mendes Pires foi encontrado transtornado no local e demonstrando arrependimento.

Márcio José Mendes Pires, 32 anos e Márcia Lescano. - Foto: Reprodução/Facebook

O peão Márcio José Mendes Pires, 32 anos que matou com um tiro no rosto, Márcia Lescano, 41 anos, em uma fazenda, em Água Clara, na madrugada desta segunda-feira (03), afirmou a Polícia que se arrepende e que “perdeu a cabeça” durante uma suposta discussão com a esposa.

Márcio José, foi preso em flagrante pouco depois do crime. De acordo com a polícia, ele foi encontrado transtornado no local, demonstrando arrependimento. Ele dizia que iria se matar, motivo pelo qual o pai chegou a esconder as facas da residência. Ao ser preso, alegou que estava embriagado e que teria perdido a cabeça.

O crime aconteceu em uma fazenda na zona rural de Água Clara, onde o casal residia e trabalhava. Ele utilizou uma espingarda calibre .32 para matar a vítima. De acordo com a Polícia Civil, Márcio José será indiciado por feminicídio e deve ser transferido para Três Lagoas.

O corpo de Márcia foi trazido para Sidrolândia, onde anteriormente residia e possui familiares. O sepultamento será no cemitério São Sebastião.

Pelas redes sociais, amigos e familiares manifestaram indignação e lamentaram o crime. “Lamentável mais uma vítima do feminicídio, saudades eternas #Márcia. Diga não ao Feminicídio”, escreveu Daiane da Silva.