Com adesão de professores a paralisação, 11 escolas e 3 creches não terão aula na sexta-feira

Alunos de 11 escolas municipais e três Centros Municipais de Educação Infantil não terão aula na próxima sexta-feira

Centro Municipal de Educação Infantil Inês Nunes dos Santos haverá aula na sexta-feira - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Os alunos de 11 escolas municipais e três creches não terão aula na próxima sexta-feira. É que professores e funcionários administrativos destes estabelecimentos resolveram aderir ao dia nacional contra a reforma da previdência convocada pelas centrais sindicais.

Em ao menos onze escolas não haverá aula: Cacique Armando Gabriel, João Batista, Olinda Brito de Souza, Natália Morais de Oliveira, João Batista Figueiredo, Eldorado, Valério Carlos da Costa, Pedro Aleixo, Porfiria Lopes do Nascimento, Aide de Souza, Estância Belém.

Os CMEI’s Cantinho Feliz, Sonho de Criança e Lar da Criança também vão paralisar suas atividades. Alguns administrativos da Secretaria Municipal de Educação aderiram à greve e por este motivo, a secretaria não irá funcionar no dia 14. A reposição das aulas será feita no dia 29 de junho (sábado) para compensar o dia de paralisação.

O Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino (Siprems), realizou assembleias com cada Escola Municipal e CMEI, ficando acordado que cada unidade decidiria por participar ou não da greve.

As escolas Leonida La Rosa Balbuena, Darcy Ribeiro, Ariano Suassuna, Domingos Alves Nantes, Monteiro Lobato, Marcelino José, Vista Alegre, Valinhos, não aderiram à greve, mantendo normalmente suas atividades na sexta-feira. Também irão funcionar os CMEI’s João Lemes de Souza, Irmã Demétria Pedrosa, Michelle Maria Canejo, Inês Nunes dos Santos, Elza Alves Leme.