Brasil fecha etapa da Liga das Nações com vitória sobre Portugal e faz as malas para jogos em casa

Seleção brasileira fará as próximas seis partidas em casa, nas cidades de Cuiabá e Brasília

- Foto: FIVB

O Brasil está de malas prontas para voltar para casa. Neste domingo, na cidade portuguesa de Gondomar, a seleção brasileira viu muitos erros dos donos da casa e fechou a terceira semana da Liga das Nações com vitória sobre Portugal por 3 sets a 0 - parciais de 25/29, 25/21 e 25/18. O ponteiro Leal foi o maior pontuador da partida, com 15 acertos.

- Fizemos o dever de casa, somando mais três pontos hoje. Jogamos muito bem. Isso é importante para chegar em casa e seguir em um ritmo forte. Estou muito feliz por chegar em casa agora, diante da torcida brasileira de novo, agora pela seleção, e espero que dê tudo certo para que o grupo consiga mais três vitórias em Cuiabá - disse o cubano naturalizado brasileiro.

A seleção brasileira chegou à sua oitava vitória em nove jogos. Soma 22 pontos e o ocupa a segunda posição na classificação. O Irã lidera com 24. Agora, a equipe do técnico Renan Dal Zotto volta para casa, onde fará seis jogos, sendo três em Cuiabá e três em Brasília. Os 16 times da Liga das Nações jogam entre si em turno único e os cinco melhores passam à fase final, e o sexto time classificado é o que sedia a etapa. Neste ano, a decisão do título será em Chicago, nos Estados Unidos.

 
 
Fatos do jogo

Rodízio na equipe
Do time que iniciou a partida contra a China, somente o ponteiro Douglas permaneceu no sexteto. Mas no primeiro jogo em Portugal, contra a seleção da Sérvia, ele nem entrou em quadra. O técnico Renan Dal Zotto tem realizado muitos rodízios, na tentativa de achar a equipe ideal. O levantador Bruninho, que se apresentou um pouco mais tarde que os demais jogadores, é o único que ainda busca ritmo em quadra.

Erros de Portugal
Mesmo atuando em casa, diante da sua animada torcida, a seleção de Portugal cometeu muitos erros durante a partida. Foram 29 no total. Somente no primeiro set, a equipe do técnico Hugo Silva somou 14 vacilos, sendo 8 no saque. Alex Ferreira destoava da equipe, tentando manter o placar perto, mas os erros ajudaram e muito o Brasil a alcançar a vitória na partida.

O jogo

O 4 a 0 no placar a favor de Portugal surpreendeu os presentes no ginásio em Gondomar. Mas bastou o técnico Renan Dal Zotto pedir tempo para a seleção brasileira acordar para o jogo. Já na segunda parada técnica obrigatória, o Brasil liderava o marcador. O oposto Wallace era a bola de segurança do levantador Cachopa. Em meio aos muitos erros, Alex Ferreira era o único que pontuava para a equipe da casa. O ponteiro Leal fez um ponto de saque e encaminhou a vitória do time brasileiro no primeiro set: 25 a 19.

Portugal voltou mais aguerrido no terceiro set. Equilibrou o jogo no início da parcial, para delírio da torcida no ginásio em Gondomar. Mas não demorou para o Brasil assumir a liderança do placar e deslanchar. Nuno Teixeira entrou para sacar, mas errou e deu o 16º ponto da seleção brasileira no set. Na volta à quadra, mais um vacilo da equipe da casa no saque. Os ponteiros Douglas Souza e Leal fizeram boa jogada e encerraram a partida: 25 a 18.

Escalações

Brasil: Cachopa, Wallace, Leal, Maurício Souza, Douglas e Lucão
Líbero: Thales
Entraram: Maique, Bruninho, Alan e Isac

Portugal: Filip Cveticanin, Alex Ferreira, Marco Ferreira, Tiago Da Silva Violas, Phelipe Martins e Lourenco Martins
Líbero: Gil Pereira
Entraram: Bruno Cunha, Miguel Tavares Rodrigues, Caique Oswaldo Ferreira Da Silva, Valdir Sequeira e Nuno Teixeira